20 anos de “Songs For The Deaf”: O melhor disco do Queens Of Stone Age.

Liderados pelo polêmico vocalista Josh Homme, o Queens Of Stone Age construiu uma carreira sólida e teve grande destaque nos anos 2000. Apesar de não ter muitos discos no catálogo, a banda soube muito bem desenvolver sua sonoridade disco a disco. Hoje um deu seus maiores clássicos está fazendo 20 anos, o grande “Songs For The Deaf”!

Até então a banda havia lançado apenas 2 discos, o autointitulado de estreia de 1998 e o “Rated R” de 2000, um trabalho excelente e um dos mais aclamados pelos fãs. Depois disso, a banda seguiu para o ano de 2002 e trabalhou no disco que na minha opinião seria o qual eles atingiram a excelência em termos de composição, o “Songs For The Deaf”.

Neste disco, eles apostaram em alguns músicos convidados, dentre eles o icônico baterista Dave Grohl que trouxe uma onda muito interessante para a sonoridade e combinou sua agressividade com o estilo Stoner Rock do Queens. E apesar de não ser uma ópera rock, o disco é conceitual, fazendo com que o ouvinte passeie pelas rádios da Califórnia.

O disco é pesado como quase tudo o que envolve a banda, e falando um pouco sobre minhas favoritas, já abre com a grandiosa “You Think I Ain’t Worth a Dollar, But I Feel Like a Millionaire”, daquelas que prendem os ouvintes. Mas se tem uma composião brilhante e emblemática, essa é a “No One Knows”, um dos riffs mais icônicos da história do Rock e destaque também para o trabalho de bateria de Dave Grohl! Não posso deixar de destacar a grande “First It Giveth”.

Na minha opinião o disco “Songs For The Deaf” é o melhor disco do Queens Of Stone Age e de fato foi um verdadeiro sucesso. A relação de músicas, a produção e o momento em que a banda se encontrava fizeram a diferença naquele momento! É um dos discos mais pesados e do início dos anos 200. Fica a homenagem nos 20 anos do seu lançamento!

Autor: Neto Rocha

24 anos, e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.