35 anos de ”Kiss, Me Kiss Me, Kiss Me”: Um trabalho fantástico do The Cure.

O The Cure é uma banda que tem a cara dos anos 80, tanto visualmente quanto em sua sonoridade. Robert Smith é excêntrico e visionário, tanto que liderou muito bem a carreira da banda rumo ao encontro de fãs apaixonados até os dias de hoje. E chegou a hora de comemorar os exatos 35 anos de um disco excelente deles, o ”Kiss Me, Kiss Me, Kiss Me”!

A banda vinha do lançamento de um grande trabalho que muita gente considera o melhor trabalho deles, o ”Head On The Door” de 1985. E depois disso, com sua identidade sonora completamente construída e prontos para fazer muitos discos bons ainda, o The Cure começou a trabalhar num novo trabalho que viria a ser lançado no ano de 1987, o ”Kiss Me, Kiss Me, Kiss Me”, que conta com uma das minhas capas favoritas!

Aqui a banda seguiria uma proposta parecida com o disco anterior, porém com uma pegada um pouco mais épica, podemos ver melhor isso nos destaques do disco que abre com ”The Kiss”, uma das músicas mais grandiosas que já ouvi na vida, digna de grandes aberturas de show, praticamente um solo de guitarra infinito passeando pelos sintetizadores e teclados, em em algum momento, Robert Smith entra com tudo fechando com chave de ouro essa entrada inacreditável. Não posso deixar de destacar também a bela ”Catch”, uma faixa que da um ritmo muito bom para o disco e quebra um pouco da tensão instaurada no início.

E o que seria desse disco sem a monumental ”Just Like Heaven”! Uma faixa mais do que lendária, o riff de guitarra marcante, atemporal. Música feita para fazer sucesso, radiofônica, na minha opinião ela é a que melhor representa a banda em todos os sentidos, grande composição!

Se der mole, hoje o ”Kiss Me, Kiss Me, Kiss Me” é meu disco favorito do The Cure, ele é um disco muito coeso, com clássicos, uma produção ideal bem no formato anos 80 e tudo o que o envolve é de extremo bom gosto! Grande banda, galera! Fica a homenagem nos 35 anos do lançamento!

Autor: Neto Rocha

24 anos, e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s