40 anos de ”Too Fast For Love”: A importantíssima estreia do Motley Crue.

O Glam Metal fez um bom barulho na segunda metade da década de 80. Algumas das bandas mais importantes foram o Poison, o Bon Jovi, o Guns do início e muitas outras, agora a banda que mais representou o visual e a identidade desse gênero foi o Motley Crue e hoje o disco de estreia da banda está completando exatos 40 anos!

O fim da década de 70 foi muito turbulento, diversos movimentos musicais estavam em conflito e a música sofreria uma das maiores mudanças de sua história, e elas viriam a seguir pela década de 80, o pós-punk/new wave, o synthpop e mais tardiamente o Glam Metal. Uma banda que viu esse cenário e tinha uma postura extremamente old school, comportamentos dignos de filme e uma qualidade fantástica, seria o Motley Crue.

Eles absorveriam toda a superprodução tanto sonora quanto visual da década e uma sonoridade pesada e épica ao mesmo tempo, um híbrido do hard rock dos anos 70 com o heavy metal dos anos 80. A banda era formada por Vince Neil nos vocais, Mick Mars na guitarra, Nikki Sixx no baixo e Tommy Lee na bateria.

O disco de estreia da banda seria intitulado como ”Too Fast For Love”, com uma capa que lembra muito a do Sticky Fingers dos Rolling Stones. Esse disco seria uma semente muito importante tanto para a banda quanto para o movimento, a sonoridade seria bem mais crua do que os posteriores e contando com uma agressividade mais aparente e menos preocupada com fazer sucesso, eu vejo muita verdade em cada faixa do disco.

Dos grandes destaques do disco, eu evidencio a faixa de abertura ”Live Wire”, logo de cara um heavy metal puro e um vocal muito único e característico, uma das aberturas que mais gosto na vida. Agora a minha favorita não só do disco mas de toda a carreira da banda é ”Merry-Go-Round”, que música, que trabalho de guitarra, que feeling vocal, uma composição perfeita, um Rock puro e aqui eu já vejo uma semente da vibe épica que eles e todo o gênero viria a construir.

De considerações finais, o disco ”Too Fast For Love” é um verdadeiro marco para o Glam ou Hair Metal, que viria a tomar por completo o rock na década de 80. O Motley Crue logo de cara mostrou muita personalidade e coragem em seu disco de estreia e ainda bem que o fez! Fica a nossa homenagem!


Autor: Neto Rocha

24 anos, e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s