”Detroit Stories”: O novo disco de Alice Cooper, de volta às raízes.

Saiu hoje, o novo disco da lenda Alice Cooper! Dono de um dos espetáculos mais legais da atualidade, Alice Cooper com seus mais de 50 anos de carreira, nos entrega um disco de inéditas, até que conceitual em pleno 2021. Vamos ver o que foi que mudou desde seu último disco e como anda a carreira discográfica desse grande sujeito!

Vale lembrar que o último disco de inéditas de Alice Cooper nem faz tanto tempo assim, foi o ”Paranormal” de 2017, um disco que convenhamos é fraco. Talvez o último disco que rendeu clássicos de verdade foi o ”Brutal Planet” de 2000, mas já muito focado no Heavy Metal. Esse lançamento mais recente (2017) de Alice já é mais calcado no Classic Rock, coisa que já me agrada mais, mas mesmo assim ele é pouquíssimo inspirado.

Desta vez, Alice Cooper reuniu um conceito bem bacana, o de fazer um disco em homenagem à Detroit, o berço do Rock visceral que trouxeram grandes nomes como MC5, The Stooges e o próprio Alice Cooper. E ao meu ver rendeu um resultado no mínimo interessante e diverso, muito por conta de apresentar todos os membros ainda vivos da sua banda original.

O disco abre da melhor maneira possível, uma bela cover ”Rock & Roll” de Velvet Underground, uma das músicas que mais gosto na minha vida. Nota-se uma produção bem crua e simples, que pra mim nunca tem erro, o som da bateria e guitarra estão perfeitos, Alice Cooper está cantando muito bem para os seus 73 anos. E casou muito bem com o estilo original da música. ”Go Man Go” também é bacana, tem uma pegada forte muito interessante e da um ritmo muito bom para o disco. ”$1000 High Heel Shoes”, é uma faixa bem ”sacana” do disco, o tipo de música que não esperava no disco e que deu certo, um dos grandes destaques. ”Detroit Stories 2021” é uma porrada na sua cabeça e ”Drunk and i Love” é um blues por excelência, talvez a melhor do disco.

Acima de tudo, vale lembrar que esse disco é uma homenagem de Alice Cooper à Detroit. Duvido muito que ele tenha feito pensando em fazer um novo ”Schools Out” ou ”Billion Dollar Babies”, isto posto, é um trabalho muito digno e bacana, não é obrigatório e nem tem que ser. Esse aceno de Alice à suas origens talvez sinalize um disco de despedida? Só o tempo dirá, e se for mesmo, posso afirmar que Alice não fez feio em sua despedida. Em comparação com seu último disco, é melhor sem dúvida.

”Detroit Stories” é um bom lançamento de Alice Cooper. Um trabalho que nos faz lembrar um pouco da vibe de seu início dos anos 70. Esse Rock Clássico encaixa muito bem com Alice, e assim como o lançamento do Paul em 2020, eu fico muito feliz em ver um grande músico nessa idade produzindo um bom material, da pra ver que ele ama o que faz até hoje e deu mais um fôlego para o Rock N Roll franco nos dias atuais, vale a pena dar uma ouvida!

Autor: Neto Rocha

24 anos, e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s