”Teens Of Denial”: Um disco com alma do Car Seat Headrest.

Eu fico muito feliz quando encontro um artista da atualidade fazendo um som que eu considero de qualidade, tem muita gente boa fazendo um bom Rock N Roll bem atual e verdadeiro. Há cerca de 2 anos, conheci uma banda muito interessante, a parte visual me chamou atenção logo de cara, já que o vocalista tem um estilo meio Elvis Costello e Buddy Holy. Vamos analisar um pouco a recomendação de hoje aqui no Entre Acordes, o disco ”Teens Of Denial” do Car Seat Headrest.

“Eu o escrevi durante um período da minha vida em que não sentia muito amor. Seu tom e conteúdo refletem isso. Fiz porque é isso que eu do – recordes sempre marcaram as várias fases da minha vida, e eu precisava sair desta, então precisava fazer um disco. ” – Will Toledo

A banda estreou em 2011 com o disco ”Twin Fantasy” e desde então, foi lançando discos regulares mas na minha opinião, nenhum disco realmente fantástico. Em 2016, a banda acertou a mão numa porção de boas composições e lançou o melhor disco de sua carreira até então, o ”Teens Of Denial”

O disco começou a ser composto lá em 2013, apesar do longo tempo trabalhando nas músicas para seu novo disco, a banda não entregou uma música difícil ou conceitual, muito pelo contrário, o disco é extremamente agradável e palatável, do tipo fácil de converter novos fãs, assim como aconteceu comigo quando conheci a banda.

O vocalista Will Toledo passava por um período delicado de sua vida pessoal e resolveu fazer um disco que refletisse esse momento de sua vida, apesar dessa inspiração lírica, o disco não transmite uma vibe ruim ou super sentimental ao ouvi-lo. Oque importa é que a banda conseguiu terminar e lançar um trabalho muito bom e honesto de Rock N Roll que fez muito sucesso no ano de 2016, chegando a encabeçar diversas listas de melhores do ano.

Dos destaques do disco, a faixa de abertura ”Fill in the Blank”, é um belo cartão de visitas da nova face que a banda nos revelou, uma faixa contagiante, do tipo que levantaria o estádio! Agora a grande música não só desse disco mas de toda a carreira da banda sem dúvida é ”Drunk Drivers/Killer Whales”, uma música que começa meio climática e até certo ponto parece que não vai levar em lugar algum, mas do meio pro final da música somos surpreendidos com uma onda de Rock N Roll crua e intensa, nos provando que esse disco não é só mais um lançamento genérico.

Pra fechar, posso declarar sem medo que ”Teens Of Denial” está entre os 10 melhores discos de Rock N Roll da última década, é um disco honesto, verdadeiro e feito com paixão. Está longe de ser uma obra prima da história do Rock, mas não é por isso que não mereça a nossa atenção e divulgação!

Autor: Neto Rocha

23 anos. Grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário