35 anos de ”Appetite For Destruction”: O Guns N’Roses proporcionando uma das maiores estreias de todos os tempos!

Hoje é daqueles dias que eu tenho dificuldade de ser imparcial, afinal um dos 5 discos da minha vida está completando 35 anos da data de seu lançamento, e ainda por cima é um monumento da história do Rock N’ Roll, estou falando de ”Appetite For Destruction” do Guns N’ Roses! Vamos bater um papo sobre ele!

Primeiro, o ideal é dar uma pincelada no cenário do lançamento. Em meio aquela cena maravilhosa do Glam Rock/Hairbands em meados dos anos 80, com as bandas fazendo uma sonoridade muito mais épica, com uma produção mais exagerada sonoramente e visualmente. Duas bandas específicas estavam sendo formadas em Los Angeles naquele período, eram o ‘’L.A. Guns’’ e o ‘’Hollywood Roses’’. Logo mais adiante, as duas bandas acabaram sofrendo mudanças e alguns integrantes de ambas se juntaram para a formação do Guns N’ Roses que iniciou em 1985 com Axl Rose, Slash, Duff Mackagan, Izzy Stradlin e Steven Adler.

E após muito perrengue e muitas drogas, o Guns N’ Roses estoura na cena underground local e assina com a Geffen Records para a produção de seu disco de estreia, ele seria lançado em 1987 e se chamaria ”Appetite For Destruction”, convenhamos que tem tudo a ver com o que a gente ouve nas faixas que vamos comentar daqui a pouco.

A sonoridade desse disco seria meio avessa ao que era vigente no Rock da época, não apresentaria grandes reverbes, não seria um disco com sintetizadores e seria bastante agressivo, cru, nojento (no bom sentido) e incrivelmente bem composto e produzido, atingindo a perfeição na minha opinião. Como curiosidade, Paul Stanley do Kiss quase produziu esse disco, mas não houve acordo, ele acabou sendo produzido por Mike Clink.

Falando um pouco sobre a polêmica capa, originalmente o disco foi lançado com a arte de Robert Williams onde é representado um Robô prestes a estuprar uma mulher, posteriormente essa capa foi censurada e depois teve sua arte trocada por aquela cruz clássica que inclusive Axl tem uma tatuagem no braço, com os rostos ”escaveirados” dos integrantes da banda. Em uma entrevista, ele disse que a capa original deveria conter uma foto de um Space Shuttle Challenger explodindo, mas foi recusada.

Agora sobre as músicas, vale a curiosidade que ao invés do disco ter seus lados divididos entre lados A e B, eles são G e R, as siglas da banda. O lado G trata de músicas com temáticas sobre drogas e vida difícil na cidade grande que já as do lado R, cercam o amor, sexo e relacionamentos.

O disco abre com ‘’Welcome To The Jungle’’, foi o primeiro single da banda. Destaque para aquele riff genial do começo, trazendo um pouco de suspense que já emenda numa porrada com baixo e a bateria, numa levada perfeita concluída com a chegada de um vocal autêntico, forte e destrutivo que traz a alma do Rock N’ Roll. Toda a construção da música te remete á selva. Tudo isso se junta á letra que conta as experiências de Axl Rose quando chegou à cidade grande, ou à selva Los Angeles.

Depois, ’It’s So Easy’’, talvez minha favorita do disco, se não, uma das que eu mais gosto. Aqui temos uma prova que Axl Rose tinha um domínio e uma versatilidade vocal muito grande e merece todo o reconhecimento como um dos maiores vocalistas da história do Rock. A letra remete ao tema ‘’sexo drogas e Rock N’ Roll’’.

‘’Nightrain’’, uma das faixas mais fortes da banda, com muito uso do cowbell, a faixa é grandiosa, nos shows ela vira uma grande celebração e a letra fala sobre sair como um trem desgovernado nas ruas, os solos de Slash são de outro planeta.

‘’Out Ta Get Me’’, mais uma porrada, cantada com muita vigor por Axl. Quero até recomendar a versão ao vivo do show do Ritz de 1988, da para entender o quão poderosa é a essa música. Na minha leitura a letra fala sobre os problemas da juventude de Axl na época em que vivia em sua cidade natal.

‘’Mr. Brownstone”, outra música excelente. Aqui cai a ficha de que esse disco é praticamente uma coletânea! Sua levada de bateria do começo, e o vocal grave de Axl te deixam hipnotizado e fazem dessa composição mais um grande clássico pouco lembrado pelos não tão fãs assim da banda. A letra faz uma alusão sobre drogas, especificamente a heroína.

‘’Paradise City’’, começando num ritmo um pouco mais lento que as anteriores, a faixa nos engana no início, mas logo entra na onda frenética que estamos acostumados, e o final dela é digno de encerramento de disco e de show, lindo demais! O clipe dela na MTV com eles abrindo um show para os Rolling Stones fez muito sucesso no Brasil. A letra dela é um pouco misteriosa, pode ser considerada uma passagem de uma vida ruim para uma vida boa ou pode ser mais uma vez uma alusão às drogas.

‘’My Michelle’’, para variar, outra grande música com uma força enorme. A história por trás seria de uma conversa entre Axl e uma amiga em que ela teria dito que seu sonho era que alguém fizesse uma música para ela. Então Axl teria feito essa. Destaque aqui vai para a performance de Axl, grande interpretação de cada verso.

‘’Think About You’’, acho que podemos dizer que essa é uma balada, mas nos padrões Guns N’ Roses! Com um trabalho genial de guitarra sensacional do Slash, a música se torna uma belíssima composição e na minha opinião é uma música subvalorizada da banda. Axl a teria escrito para uma ex-namorada.

‘’Sweet Child O’ Mine’’, dispensa maiores apresentações, a música mais popular do disco e da banda. O riff do inicio era uma brincadeira/aquecimento que o Slash fazia no estúdio e o Axl ouviu e teve a idéia de colocar na música. A letra é uma carta de amor e fala da relação do eu lírico com uma mulher. A faixa ainda conta com um dos solos mais lindos da história do rock. E como curiosidade, a parte em que Axl canta: ’’Where do we go now?’’ Aconteceu pela banda não saber para onde ir dali pra frente, até que Axl disse ‘’para onde vamos agora’’ e então ficou na música.

‘’You Are Crazy’’, uma das músicas mais pesadas da banda. Prefiro a versão original da música que era acústica, ela foi lançada no disco ‘’Lies’’ de 1988, mas vale o destaque aqui.

’’Anything Goes’’, eu considero a música mais fraca do disco, mas ainda é uma boa composição.

‘’Rocket Queen’’, a mais longa do disco. Com seus quase 7 minutos. Ela é um sucesso entre os fãs da banda e eu gostaria muito que o rap que o Axl faz no show em Tokyo (1992) entrasse no disco! Eu acho que acrescentaria bastante. Um clássico. Reza a lenda que o gemido presente no meio da faixa, teria sido gravado no estúdio.

De considerações finais, o disco ”Appetite For Destruction” é um dos discos mais importantes da história do Rock, ele obrigou o movimento a voltar em direção a um Rock mais cretino, agressivo, sem bobagens demasiadas na produção e direto ao ponto. Sua coleção de músicas inveja não só qualquer disco de estreia, mas grande parte dos discos já feitos, poucas vezes uma banda foi tão madura e completa ainda muito jovem e o Guns N’ Roses fizeram isso!

Eu me sinto muito realizado em poder fazer parte do legado desse disco, fazendo uma resenha direto do meu coração aqui no Entre Acordes e comemorando com muita gente os 35 anos de um dos maiores discos de todos os tempos e uma das obras mais importantes da vida de muita gente, inclusive da minha! Fica a grande homenagem!

Autor: Neto Rocha

24 anos, e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

41 pensamentos

  1. pênis .
    guarda a verdade.
    não ninguém aqui
    papai do céu.
    viver feliz.
    atacada por touro.
    não e irmã não e prima

    Curtir

  2. pênis .
    guarda verdade.
    não ninguém aqui.
    papai do céu.
    viver feliz.
    atacada por touro.
    não e irmã não e prima.

    Curtir

  3. pênis .
    guarda verdade.
    não ninguém aqui.
    papai do céu.
    viver feliz.
    atacada por touro.
    não e irmã não e prima.😭😭

    Curtir

  4. pênis
    guarda a verdade.
    não ninguém aqui.
    papai do céu.
    viver feliz.
    acatada por touro.
    não e não é prima.

    Curtir

  5. resgar o dinheiro.
    virar 25 reais.
    não tem nada .
    entendi aconteceu. escreve verdade.
    eu mandei seu apegar verdade.
    conta a verdade pra liege
    conta a mentira pra Larissa….

    Curtir

  6. resgar o verdade.
    virar 25 reais.
    não tem nada.
    entendi aconteceu.escrever verdade.
    eu mandei seu apegar verdade.
    conta a verdade pra liege.
    conta a mentira pra Larissa.

    Curtir

  7. a gente como vc é era
    não acretiva em ninguém.
    conta em versos
    eu te provocar boá bonita .
    boa imterroga
    sexo mãe pai …… sua irmã ….
    tava emrrola tá se queixar .

    Curtir

  8. a gente como vc era.
    não acredito em ninguém.
    conta em versos.
    eu te provocar boá bonita.
    boa imterroga.
    sexo mãe pai…..sua irmã.
    tava emrrola tá se queixar.

    Curtir

  9. a Larissa bateu as pernas com o pênis dentro da vagina….

    mandei abrir as pernas não sabe abrir……

    apolhou a mão perna dela a vagina dela se casar de mim.

    Curtir

  10. a Larissa bateu às pernas com o pênis dentro da vagina.
    mandei abrir as pernas não sabe abrir.
    apolhou a mão perna dela a vagina dela se casar de mim.

    Curtir

  11. me segurar tirar sangue. me sacudir.

    não aconteceu nada

    matou o meu pai.

    matar a liege imterrogario pra não saber que momento.
    vezes de você sabe não sabe.
    não lembro…. Gelson fica sebendo de tudo…..
    destruir a minha casa……

    Curtir

  12. me segurar tirar sangue me sacudir.

    não aconteceu nada.

    matou o meu pai.

    matara liege imterrogario pra não saber que momento vezes de você não sabe não lembro….. Gelson fica sebendo de tudo destruir minha casa.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s