50 anos de ”Honky Château”: Um grande clássico de Elton John.

Hoje é dia de falar sobre Sir Elton John já que um dos melhores discos de sua carreira está completando exatos 50 anos, o antológico ”Honky Château”. Não é segredo o quanto eu gosto da música do Elton, sem dúvida um dos meus artistas favoritos e chegou a hora de falar sobre esse grande monumento!

Elton vinha do lançamento do melhor disco da sua carreira na minha opinião, o ”Madman Across The Water” de 1971 e depois disso ele teve aquela missão dificílima que poucos artistas conseguiram cumprir, fazer uma obra prima após outra. E claro, Elton o fez com maestria, lançando o ”Honky Château” em 1972, seu quinto disco.

Musicalmente ele é bem parecido na linha de seu antecessor, as diferenças talvez estejam num ritmo um pouco mais animado pelo menos sonoramente, instrumentos de sopro são aderidos e Elton destila talento e feeling em cada composição. Não tenho como não destacar ”Honky Cat”, a faixa mais divertida do disco, bem dançante, funky e quase um soul, de cara uma produção perfeita.

Apesar do título melancólico, ”I Think I’m Going To Kill Myself”, é outra faixa divertida e da um ritmo muito interessante ao disco, acredito que seja uma das subestimadas de sua carreira. Já a faixa mais famosa da carreira de Elton e uma das maiores composições de todos os tempos é ”Rocket Man”, uma música antológica, grandiosa, daquelas que mudaram minha vida, me lembro da primeira vez que a ouvi, ainda criança. Não tenho nem muito o que dizer, parece ter vindo do céu.

”Honky Château” foi um verdadeiro sucesso comercial e de crítica, de fato um grande passo para consolidar a música de Elton John que surpreendentemente conseguiu emendar uma sequência inacreditável de lançamentos perfeitos dali em diante! Vamos aproveitar para celebrar os 50 anos dessa jóia do Pop!

Autor: Neto Rocha

24 anos, e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Nenhum pensamento

  1. Agora sim, este é um dos meus álbuns favoritos de Elton John. Honky Château está hoje completando cinco décadas de lançamento, pois ele marca o começo da minha fase preferida do artista britânico, que se encerrou com o conceitual Captain Fantastic & the Brown Dirt Cowboy, em 1975 (curiosamente lançado na mesma data do Honky Château).

    Além deste, um outro disco de EJ lançado em 1972 completará 50 anos em novembro: o também clássico Don’t Shoot Me, I’m Only The Piano Player. Mas isso é outra história. Além das faixas mencionadas, destaco a belíssima balada “Mona Lisas & Mad Hatters”, uma pérola da parceria de EJ com o letrista Bernie Taupin (não posso me esquecer dele).

    Enfim, Honky Château é um dos melhores álbuns da longa carreira de Sir Elton John e, sem dúvida, uma das provas do quanto que ele é admirado até hoje por vários artistas, desde os veteranos aos da atualidade – sem exageros, de Richard Clayderman á Lady Gaga. Longa vida ao gênio-mor do pop britânico!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s