45 anos de ”Dirty Deeds Done Dirt Cheap”: Uma ligeira evolução do AC/DC.

Bom era na época do Bon. Começando com essa bela piada literal, vamos começar o dia de hoje com muita celebração e Rock N’ Roll já que o disco ”Dirty Deeds Done Dirt Cheap” do AC/DC está completando exatos 45 anos. E qual o motivo desse disco ter sido um passo tão importante para o que a banda ia fazer naquela próspera segunda metade da década de 70? Vamos descobrir!

A banda havia lançado apenas o disco de estreia até então em 1976, o ”High Voltage” um disco que já conta com clássicos da banda como ”T.N.T.” mas que ainda estava bem diferente do estilo mais conciso que eles caminhariam posteriormente. Em seguida, eles começaram as gravações do seu segundo disco ainda em 1976, o excelente ”Dirty Deeds Done Dirt Cheap”!

Neste disco, eu acredito que temos uma ligeira evolução desde o disco de estreia, aqui os riffs matadores de Angus e Malcom começam a tomar força, Phil Rudd está cada vez mais entendendo seu estilo seco e competente de bateria e Bon cada vez mais aperfeiçoando seu vocal e composições. A produção ainda é muito parecida com o anterior e o estilo e ordem das músicas lembram bastante a estrutura que a banda fazia na época. Além de um Rock N’ Roll cru e direito, a banda flerta bastante com Blues e um Rockabilly safado, é demais!

Dos grandes destaques do disco, não posso deixar de citar a faixa título e de abertura, a grandessíssima ”Dirty Deeds Done Dirt Cheap”, uma verdadeira paulada, uma das melhores aberturas que já vi, um refrão grandioso e uma vibe suja como o próprio nome sugere, com certeza é a música mais popular do disco e até os últimos shows da banda ela permanece no setlist. Eu também adoro o Rockabilly ”Rocker”, outro grande momento que pouca gente lembra. Outros dois bons momentos que merecem a menção são os dois blues do disco ”There’s Gonna Be Some Rockin” e ”Ride On”.

Gostaria de fazer um breve destaque também para a capa, feita pela lendária empresa Hipignosis, daquelas que podem tranquilamente virar um quadro, lindíssima e exala bastante o que o disco trás em seu conteúdo.

”Dirty Deeds Done Dirt Cheap” é um grande disco do AC/DC, a maioria das pessoas não da muita bola talvez pelo fato da ausência dos maiores clássicos da banda oque é um erro descomunal, esse é um trabalho fechado, mais bem acabado que o disco anterior e foi um passo muito importante em prol da modelagem sonora que a banda experimentaria no disco posterior. Aproveitem para dar mais uma checada nos 45 anos do seu lançamento!

Autor: Neto Rocha

24 anos, e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s