45 anos de ”A Night On the Town”: O melhor disco de Rod Stewart.

Sempre quando eu falo sobre Rod Stewart por aqui, você pode esperar o melhor que o pop tem a oferecer! Nos anos 70, Rod fez discos muito bons que estavam muito alinhados com o que rolava, hoje o disco mais inspirado dessa época da sua carreira está completando exatos 45 anos, vamos falar um pouco sobre ”A Night On The Town”!

Ele vinha do lançamento de ”Atlantic Crossing”, um disco importante na transição sonora de Rod, para uma sonoridade mais pop por assim dizer. Depois de fazer muito sucesso, Stewart optou por seguir mais ou menos a fórmula anterior, a sonoridade clássica dos anos 70 mas com uma sensibilidade notável e composições bem pessoais, nesse estilo, ”A Night On The Town” foi composto!

Antes de tudo gostaria de fazer um destaque para a capa que para mim é uma das melhores capas de todos os tempos, é uma representação da pintura ”Bal du moulin de la Galette” de Pierre-Auguste Renoir, com Rod Stewart inserido como protagonista. Muito bom gosto.

O disco abre com ”Tonight’s The Night” (Gonna Be Alright)”, logo de cara vamos destacar a grande produção do disco, uma da melhores da carreira de Rod, grandiosa e fantástica. Como curiosidade, a música foi censurada e banida das rádios pelo conteúdo sexual. Foi o grande sucesso do disco. ”The First Cut Is The Deepest” é uma das baladas mais aclamadas da carreira de Rod Stewart, essa até a pessoa menos fã de Rod tem que aceitar que é uma composição única. ‘‘The Killing Of George” é a minha favorita do disco, uma verdadeira obra prima, que música! Além de perfeita musicalmente, ela é uma história verídica sobre um amigo gay de Rod que foi espancado até a morte.

”A Night On The Town” é o melhor disco da carreira solo de Rod Stewart na minha opinião, é um disco fantástico, muito bem produzido e pessoal. Com certeza é um dos melhores trabalhos do próspero ano de 1976. Fica a nossa homenagem e recomendação, talvez seja a grande chance de conhecer um pouco mais a obra de Rod Stewart!

Autor: Neto Rocha

24 anos, e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s