”Rolling Stone: A Vida e Morte de Brian Jones”: Um documentário curioso sobre esse grande músico.

Brian Jones é um dos músicos mais importantes da década de 60 no Reino Unido, as pessoas acabam o relacionando apenas a ”o cara do clube dos 27”, ou um peso para os Rolling Stones. É fato que a banda melhorou exponencialmente após sua morte, mas ainda assim sua contribuição é enorme. Para complementar os argumentos de que Brian Jones foi um grande músico, vou recomendar um belo e curioso documentário sobre ele, o ”Rolling Stone: A Vida e Morte de Brian Jones”.

Para começar, vale lembrar que Brian Jones fundou os Rolling Stones, ele foi o grande responsável pela início e caminhos que a banda tomou na década de 60 que foi crucial para a construção de uma bela base de fãs. E nesse documentário, a importância de Brian como músico é muito bem evidenciada, ele era um músico muito antenado e que procurava muitas novidades para os Rolling Stones, para citar dois dos momentos marcantes dele na banda, a icônica cítara de ”Paint, In Black” e o xilofone de ”Under My Thumb” são de sua autoria.

A vida de Brian era muito curiosa, em 1965, ele já tinha vários filhos, contava com uma personalidade diferente e enfrentava problemas sérios com as drogas. Era um cara à frente de seu tempo e junto com George Harrison no quesito musical era um dos mais curiosos, ele absorvia influências de várias culturas, chegando até a visitar o Marrocos para descobrir novas sonoridades.

Além de dar uma boa varrida em sua vida pessoal e banda, o documentário foca em grande parte, sobre tudo oque cerca a misteriosa morte de Brian, oficialmente temos que Brian Jones teve uma morte acidental por afogamento em uma piscina. Mas durante o longa, somos apresentados à muitos fatos que anulariam essa teoria de afogamento ”acidental” e apontam suspeitos como possíveis responsáveis pela sua morte, então muitos amigos e pessoas da época fornecem depoimentos acreditando fortemente que ele na verdade ele foi assassinado.

Eu diria que esse documentário é extremamente importante para entender a importância de Brian Jones como músico nos Rolling Stones, além de talentoso, ele tinha um estilo de vida autêntico e era de fato uma personalidade única. Todas as teorias sobre a sua morte são bem interessantes e instigantes, vale assistí-lo e tirar suas próprias conclusões, recomendo fortemente!

Autor: Neto Rocha

23 anos, e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s