50 anos de ”Weasels Ripped My Flesh”: O ápice da experimentação de Frank Zappa.

É difícil falar sobre qual a melhor fase de Frank Zappa, a fase psicodélica, a fase do Jazz Fusion, ou as outras diversas. Eu não conseguira afirmar com certeza qual minha favorita, a minha única certeza é que muitos discos fantásticos foram compostos em todas elas. Um dos 5 melhores discos dele está completando 50 anos, dêem espaço para a psicodelia de ”Weaseals Ripped My Flesh”!

Photo of Frank ZAPPA

Zappa vinha numa crescente de seu experimentalismo, desde o ”Lumpy Gravy ” de 1967, ele já apostava em estrututras diferentes em suas composições, e em seu último lançamento antes da nossa análise de hoje, ele havia alcançado um nível de composição de outro planeta em termos psicodélicos com o lançamento de ”Burnt Weeny Sandwich”. Então, em seu próximo lançamento, Zappa estaria disposto a aliar a sua altíssima experimentação ao vivo com músicas de estúdio fazendo um álbum mais fechado.

Eu sei que o Zappa em termos de capa, talvez seja o artista mais completo. Seria chover no molhado dizer que a capa desse disco é maravilhosa, mas de fato eu considero a melhor capa dele e uma das 5 melhores capas de todos os tempos!

O disco já abre de maneira caótica com ”Didja Get Onya?”, um trem do experimentalismo de Zappa passar por nossos ouvidos exalando a psicodelia em sua fumaça. Em “Prelude To The Afternoon Of A Sexually Aroused Gas Mask”, a gente sente ter sido teletransportado direto pra um manicômio, a massa sonora junto ás lamentações são uma viajem aterrorizante. ”Get A Little” alia bem a psicodelia ao rock mais puro com um solo de guitarra bem criativo de Zappa. ”Oh No” é uma canção de amor muito sincera com um tempo de duração bem sincero de apenas 1min e 46seg. ”The Orange Country Lumber Truck”, talvez seja a faixa mais musical e palatável do disco, um instrumental muito agradável. Para encerrar o disco ”Weaseals Ripped My Flesh” termina com o caos de mesmo nível ou maior que abriu o disco, fechando mais um trabalho impecável de Frank Zappa.

De considerações finais, ”Weaseals Ripped My Flesh” é um disco muito divertido, extremamente psicodélico mas ainda assim muito musical. É um dos melhores discos de Frank Zappa que a partir do próximo lançamento apostaria numa proposta diferente de composição, mas até lá vamos entrar na onda desse que é um dos maiores gênios da história da música!

Weasels Ripped Album Cover

Autor: Neto Rocha

22 anos, atleta de futebol e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário