35 anos de ”Low-Life”: New Order lançando um dos melhores discos de 1985!

De todas as bandas com uma sonoridade mais eletrônica do Synthpop, as que carregam um conteúdo mais sério e mais pesado são o Depeche Mode e o New Order, esta segunda não só é a minha preferida do gênero, mas também das minhas preferidas da vida. Sua discografia é impecável e curta, e precisamente há 35 anos, eles lançariam o disco que para muita gente é o melhor disco da banda, ”Low-Life”!

New Order 1985

Com o lançamento do grande disco ”Power, Corruption & Lies” em 1983, a banda confirmava de vez sua sonoridade e se distanciava de vez da sombra do Joy Division. E em 1985 a banda não arriscou e acertou outro disco impecável com um repertório perfeito! Parece exagero, mas o nível artístico e ao mesmo tempo com uma palatabilidade dessas músicas só me remete á esse tipo de elogio e julgamento.

Um dos pontos que mais me chama a atenção na banda é seu estilo nos despertar sentimentos conflitantes, algumas faixas nos deixam extremamente felizes e esperançosos e ao mesmo tempo um sentimento de melancolia entra no meio disso tudo. Só muito talento para trazer esse tipo de experiência para o ouvinte.

O disco abre com ”Love Vigilantes”, uma das melhores músicas da banda, por mais que seja um som bastante característico da década de 80, é moderno e bastante vibrante. Eu adoro o trabalho do baixo que apesar de não ser nada muito especial, é de muito bom gosto.

A seguinte é nada mais nada menos que ”Perfect Kiss”, uma das minhas favoritas da vida, uma música muito dançante e pra cima, daquelas certas para colocar na playlist e agitar a galera.

”This Time Of Night”, também é um bom momento do disco, mas perde um pouco de força quando ouvimos as duas anteriores, ainda assim é uma bela música.

Após essa sessão mais dançante das 3 primeiras faixas, entra o momento mais sombrio do disco com as duas próximas, ”Sunrise””Elegia”, duas músicas que se conectam e encaixam muito bem no disco.

A trinca final vem com ”Sooner Than You Think”, ”Sub Culture” ”Face Up”.  A primeira nos lembra bastante a já citada ”Perfect Kiss”, grandes faixas, e as duas últimas são outras músicas menores em comparações com as demais, mas fecham bem o disco.

”Low Life” é um disco obrigatório para quem gosta de uma boa música pop mas com um conteúdo artístico superior. Não só esse disco, como toda a discografia do New Order é obrigatória e merece a sua audição ao menos uma vez na vida. Fica a recomendação!

Low-Life Album

Autor: Neto Rocha

22 anos, atleta de futebol e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário