40 anos de ”Duke”: A ascensão pop do Genesis.

Genesis é uma banda que dispensa maiores apresentações. Possui uma rica discografia dividida em duas fases maravilhosas: A fase progressiva, liderada por Peter Gabriel e a fase pop com Phil Collins á frente da banda. Na minha opinião, o disco que melhor representa essa fase pop com Phil na liderança da banda, é o “Duke” que hoje completa 40 anos de seu lançamento.

genesis 80

O fim da década de 70 foi um período delicado para o Genesis. A banda se recuperava após a saída de Peter Gabriel e Steve Hackett. Com Phil Collins na liderança dos vocais, a banda seguia trilhando seu caminho em turnês consecutivas. O que deu início ao declínio do casamento de Phil Collins, que se desligou da banda temporariamente em busca de reconciliação com sua esposa, oque não aconteceu. Neste período, Phil reuniu um conjunto de novas composições que se dividiriam entre o seu novo e primeiro disco solo e o novo trabalho do Gênesis, “Duke”.

Por um lado, a vantagem deste pequeno hiato, fez com que os integrantes relaxassem um pouco e tivessem um tempo para voltar revigorados e entrar de cabeça num novo trabalho, fazendo com que a dinâmica no estúdio fluísse melhor.

O álbum de certa forma tem um personagem “Albert” que está representado como Duke, tanto no título quanto nas faixas. Falando um pouco dessas faixas, na abertura, “Behind The Lines” é um primoroso cartão de visitas, os sintetizadores fazem uma “cama” para Phil Collins se acomodar e espancar a bateria num ritmo absurdo por mais de 2 minutos. A segunda metade da música já é mais melodiosa e de um bom gosto maravilhoso. Em seguida, “Duchess”, também é muito digna de destaque, uma das melhores do disco, com grande perfomance vocal do nosso querido Phil. “Man Of Our Times”, na minha opinião é a melhor do disco, uma faixa lírica, grandiosa e sincera. É o tipo de música que faz a gente se encontrar com o nosso interior. Belíssima.

A bela arte da capa foi tirada do livro L’Alphabet d’Albert, e foi desenhada pelo ilustrador Lionel Koechlin. A banda gostou bastante da ilustração, porém ela não tem relação direta com o personagem ou qualquer música do disco.

“Duke” foi o primeiro álbum do Genesis a atingir o primeiro lugar da parada do Reino Unido, também foi recebido positivamente pela crítica. É um disco simplesmente maravilhoso, e não atoa é meu disco favorito da banda. Fica a recomendação, nos 40 anos de seu lançamento.

duke cover

Autor: Neto Rocha

23 anos. Grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário