”Fanfarrice, luxo e muita alma em suas gravações”: Conheça o esquecido Darondo!

E se eu te apresentasse um cantor de Soul e Funk diferente do convencional, com uma assinatura única e um estilo bastante aconchegante que ficou perdido na história? William Daron Pulliam, mais conhecido como Darondo, foi supostamente um cafetão cujo apelido foi dado por uma garçonete. Curioso, não?!

Darondo.jpg
”Tenho meus anéis feitos especialmente com diamantes e pedras. Mas, para me recompor, tive que me afastar com toda a rapidez. Eu estava dirigindo em um Rolls Royce, eu era um jovem rápido.”

Nascido nos Estados Unidos, Darondo não experimentou a fama propriamente dita. Nos anos 70 ele lançou alguns trabalhos, mas logo depois se desvencilhou de sua carreira musical partindo para o ”anonimato” com ternos sob medida, anéis extravagantes, atrás do volante de seu Rolls Royce.

Em torno de 2008, o nome de Darondo começou a chamar um pouco mais de atenção, sua música ”Didn’t I” aparece no final do quarto episódio da primeira temporada de Breaking Bad. E alguns anos depois, a música marcou presença em mais séries e filmes, o que viraram os olhos para essa figura diferente e talentosa que estava esquecida.

Infelizmente, Darondo faleceu em 2013 em decorrência de uma insulficiência cardíaca. E a partir daí virou uma lenda. Hoje em dia sua pequena obra é cobiçada por colecionadores e seu nome é lembrado como um talento á altura que merecia.

Eu recomendo muito que ouçam o álbum ”Listen To My Song: The Music City Sessions”, uma ótima maneira de entender um pouco mais essa grande figura conhecida como Darondo. Fica a recomendação para qualquer fã de música feita com a alma.

Listen To My Song Album

 

Autor: Neto Rocha

23 anos. Grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário