Os 40 anos de ”Live Killers” do Queen.

Queen foi das bandas mais icônicas em cima do palco, a própria figura do Freddie Mercury fazia com que uma apresentação se tornasse algo especial. Se preparando para os shows grandiosos e super produções que viriam nas turnês dos anos 80 como a ”Magic Tour”, o grupo continuava sua ascenção na segunda metade dos anos 70, com trabalhos de estúdio maravilhosos.

queen stage

Sabendo do seu poder ao vivo, a banda decide registrar um disco ao vivo no ano de 1979 intitulado como ”Live Killers”, ele seria um compilado de shows da turnê do disco ”Jazz” (1978), um dos discos mais Rock N’ Roll da banda.

A crítica de ”Live Killers”, foi bastante negativa na época, a própria banda não é muito fã do disco, eles alegam que a mixagem não ficou á altura dos trabalhos anteriores, já comercialmente o disco foi muito bem, chegando ao top 3 do Reino Unido. Hoje em dia eu sinto que os fãs recebem o disco de uma maneira mais aberta.

Percebe-se uma sonoridade muito crua, gosto de comparar ao disco ”Alive” do Kiss de 1975, nestes dois discos, conseguimos ouvir muito bem a pressão e pegada que esses dois grupos transmitiam ao vivo.

Queen live killers cover

Para mim ”Live Killers” do Queen não entra na lista de maiores e melhores discos ao vivo de todos os tempos, mas ainda assim é um registro muito bom de uma das bandas mais instigantes de todos os tempos em cima do palco. Para quem gosta do grupo, eu tenho certeza que é um material muito interessante e vale a audição.

Autor: Neto Rocha

22 anos, atleta de futebol e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário