50 anos “Aerosmith”: A boa estreia do Aerosmith.

Eu simplesmente amo Aerosmith! E apesar de não sentir que as pessoas a valorizam da maneira que deveriam, eu a considero um dos pilares mais importantes do Rock americano! E hoje comemoramos os exatos 50 anos do lançamento do disco homônimo de estreia! Vamos trocar uma ideia sobre ele!

Como eu disse, o Aerosmith foi fundamental para a formação do Rock dos anos 70 nos Estados Unidos! Com o lançamento do disco de estreia em 1973, a banda soube muito bem o caminho que desejava seguir, rumo ao rock clássico por excelência. Muito dos méritos desse disco ser tão redondinho e diferenciado para os demais concorrentes, com certeza é o talento quase inigualável de seu vocalista Steven Tyler e o arquiteto sonoro genial chamado Joe Perry!

E com uma influência considerável de Led Zeppelin, o Aerosmith chega com um disco de estreia muito bom, grandes riffs de guitarra e o mais importante, um sucesso astronômico que viria ser o maior de sua história “Dream On”, uma composição melódica, muito grandiosa, épica e muito altoral! Os solos de guitarra, as notas impressionantes alcançadas… Um clássico, senhoras e senhores! Mas não só de “Dream On” vive essa estreia.

A faixa de abertura “Make It” da o recado sobre o que se trata essa grande banda e também destaco muito “Mama Kin” que é nada mais nada menos um dos grandes clássicos do Rock, que inclusive ganhou uma bela versão do Guns N’ Roses! “Walkin’ the Dog” fecha muito bem o disco!

As únicas ressalvas que tenho quanto ao disco, sem dúvida é a capa que infelizmente é bem preguiçosa e também quanto a produção que é muito magra e um pouco sem pressão. Mas de resto, tudo é perfeito, as composições são excelentes e marcam o início de uma banda fenomenal! Com certeza merece mais atenção e reverência!

Autor: Neto Rocha

25 anos, e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.