”Sharecropper’s Son”: Um trabalho autobiográfico e confessional de Robert Finley.

Qual o melhor disco de 2021 até agora? Bom, até então eu diria que tem uns 6 discos que entram nessa briga, mas tem muita gente boa entrando em listagens pela internet. Hoje eu vou falar um pouco sobre um dos discos que tranquilamente entram nessa disputa. O disco é ”Sharecropper’s Son” de Robert Finley!

Conheci essa maravilha através do grande amigo Bruno Ascari do canal Som De Peso. Trata-se do terceiro disco de Robert Finley, um cantor de Soul Music raiz, no melhor estilo clássico que a gente gosta, e quem produziu foi o grande Dan Auerbach dos Black Keys, um cara que sempre faz coisa boa seja lá onde está, sempre rendendo bons frutos.

O disco tem uma sonoridade muito interessante, os temas das músicas tratam-se de relatos autobiográficos do próprio Finley, isso trás uma verdade muito marcante em cada interpretação dele. Além do Soul clássico propriamente dito, o disco também resgata elementos de Blues e Country que enriquecem demais as composições.

A vibe como um todo é foda, a figura de Robert Finley, a sonoridade do disco, as letras, a capa, tudo isso coopera para a conclusão que ”Sharecropper’s Son” é de fato um dos melhores discos do ano de 2021, sem dúvida vai encabeçar diversas listas de discos e merecidamente. É um trabalho honesto, muito inspirado e tem tudo para se tornar um clássico do gênero! Fica a nossa recomendação!

Autor: Neto Rocha

24 anos, e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s