”Parcels”: Uma releitura de um Daft Punk mais moderno.

No melhor estilo Daft Punk, os Parcels são uma banda que resgata muitos elementos do eletropop + disco music e trouxe mais força para o gênero no cenário musical atual que vem crescendo de maneira exponencial. Hoje a recomendação aqui no Entre Acordes é o disco de estreia deles.

Parcels Bnad

Os Parcels contam com 5 integrantes, o tecladista Louie Swain, o também tecladista e guitarrista Patrick Hetherington, o baixista Noah Hill, o baterista Anatole “Toto” Serret e o guitarrista Jules Crommelin. Eles carregam fortes influências da música eletrônica vintage e da boa e velha disco music. A banda australiana teve um cuidado até o lançamento do seu primeiro disco, divulgaram diversos singles e produziram elaborados videoclipes para evidenciar e concretizar sua imagem.

Em 2018 seu disco de estreia, o autointitulado ”Parcels” chegou ás lojas com uma capa e conteúdo muito interessantes. Eu não diria que o disco possui hits assobiáveis ou radiofônicos, mas também não o considero uma música difícil, essa ausência de hits impactantes reforça a ideia de ouvir o disco como um todo e de alguma forma tentar entender os conceitos por trás de sua música.

Sua sonoridade no melhor estilo Daft Punk é inegável tanto que a banda colaborou com a dupla em 2017, as comparações são extremamente válidas mas de forma alguma elas resumem o som da banda a apenas uma ”cópia” do Daft Punk, os Parcels possuem sim uma referência clara, mas diferentes de muitos artistas atuais, eles colocam seu toque pessoal em sua sonoridade e modernizaram esse estilo sem parecerem descartáveis ou genéricos, é tudo muito bem pensado e produzido. Para quem gosta desse estilo, fica a recomendação!

Parcels Album

Autor: Neto Rocha

22 anos, atleta de futebol e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário