35 anos de ”Mr. Bad Guy”: A estreia solo de Freddie Mercury.

O Queen dos anos 70 é totalmente diferente do Queen dos anos 80. Apesar de manterem a mesma formação, a banda mudou junto com a tendência da época, para algo mais eletrônico e mais pop, como pudemos ver mais nos álbuns “Hot Space” (1982) e “The Works” (1984).

Durante as gravações desses discos e ainda conciliando as turnês, Freddie Mercury começou a reunir algumas músicas para fazer parte de um disco solo, que seria denomidado como “Mr. Bad Guy”, e que hoje completa 35 anos de seu lançamento.

Mr. Bad Guy
“Eu tinha muitas idéias para divulgar e havia muitos territórios musicais que eu queria explorar, o que realmente não podia fazer dentro do Queen”.

O disco foi lançado durante um pequeno hiato da banda, entre os discos “The Works” (1984) e “A King Of Magic” (1986).

“Mr. Bad Guy”, viria com um propósito de explorar mais esse lado pop que Freddie Mercury tinha mais dificuldade de explorar no Queen, pois Brian May insistira em fazer um som mais rock.

Como curiosidade, o disco deveria conter duetos de Freddie Mercury e Michael Jackson, isso acabou não acontecendo, pois Freddie teria se irritado com alguns comportamentos de Michael como levar uma lhama para o estúdio e por sua vez, Michael não gostou de ver Freddie usando drogas durante as gravações. Se você procurar, existem 2 duetos demos dos dois na internet, “There’s Must Be More To Life Than This” e “State Of Shock”.

As faixas dignas de destaques são as seguintes, ”Made In Heaven”, sem dúvida uma das maiores perfomances vocais não só dele mas de todos os tempos, ele alia a técnica com o feeling em perfeita comunhão. ”Mr. Bad Guy”, é uma faixa até que bacana, bem diferente, representa bem o disco. ”Love Me Like There’s No Tomorrow” é uma balada muito bonita, uma das minhas favoritas.

“Mr. Bad Guy”, é um disco irregular. É interessante ver que Freddie não se apoiou na sonoridade do Queen em sua carreira solo, ele fez algo semelhante que Mick Jagger fez em carreira solo. Não é dos melhores trabalhos envolvendo o nome do Freddie Mercury, mas ainda assim tem boas músicas e se você busca algo diferente do Queen, é o disco certo!

Mr. Bad Guy Album

 

Autor: Neto Rocha

23 anos. Grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário