60 anos de ”No One Cares”: Frank Sinatra consolando os inconsoláveis.

Há exatos 60 anos, chegava ás lojas o disco ”No One Cares”, um dos melhores e mais tristes discos da carreira de Frank Sinatra.

Frank sinatra bar
”Sou a favor de tudo que ajuda a atravessar a noite – seja uma oração, tranquilizante ou uma garrafa de Jack Daniels.”

Seguindo totalmente a linha melancólica de ”In The Wee Small Hours” e ”Were Are You?”, Sinatra apostou mais uma vez em ”canções suicidas”, caracterizando o disco como o bom e velho ”disco da fossa”. O próprio Frank Sinatra dizia que sabia o motivo dos homens estarem no bar em que ele tocava, e era exatamente desses motivos que ele pegava inspiração para compor sua música. Esse disco especialemente é o auge dessa vibe.

Eu considero esse disco quase um trabalho conceitual e confessional do Frank, quando unimos todas as faixas, conseguimos notar um certo encadeamento entre elas, todas com uma estética parecida, parece que o eu-lírico precisava externar suas emoções e digerir um amor que não deu certo, todos os planos, todos as decisões erradas e todo conformismo de que tudo aquilo que já se foi.

O próprio título da faixa de abertura ”When No One Cares”, já nos da o cartão de visitas do que vem por ai, uma melancolia que talvez só Chet Baker conseguiu transmitir. Em ”No One Cares”, Frank Sinatra traduz exatamente como é a sensação da solidão:

”Quando ninguém se importa
E o telefone não toca
E as noites são coisas intermináveis
Você é como uma criança que chora
E ninguém ouve você chorar
Você é como uma estrela caída que morre
E parece continuar morrendo”

capa frank.jpg

”No One Cares”, é o tipo de disco que faz com que a pessoa abra uma garrafa de Whisky, sente numa poltrona em frente á uma janela e contempla a noite sentindo todo o lirismo presente em cada uma das faixas. A audição pode vir a ser um breve consolo á todos aqueles que talvez sejam inconsoláveis.

Recomendo muito que você separe esse disco para ouvir hoje! De prefência á noite. Pare tudo e se concentre, a experiência é única. Fica nossa homenagem nos 60 anos de seu lançamento!

Anúncios

Autor: Neto Rocha

22 anos, atleta de futebol e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário