60 anos de ”My Favorite Things”: O disco mais acessível de John Coltrane.

Faz um tempo que essa lenda do jazz chamada John Coltrane não aparece por aqui no Entre Acordes. Mas como a gente também ama o gênero, nada mais justo que aproveitar os 60 anos de um dos discos mais cultuados do saxofonista para falar um pouco mais sobre ele, estou falando do grande ”My Favorite Things”!

Coltrane vinha de dois discos excelentes pelo selo da Atlantic Records, o ”Giant Steps” de 1960 e ”Coltrane Jazz” de 1961, e depois disso ele começou a trabalhar num disco sendo que essa seria a primeira vez com saxofone soprano. Musicalmente ele não seria tão diferentes esteticamente, mas as composições em si são mais inspiradas e maravilhosas.

Depois de dar um tempo da parceria com Miles Davis, John juntou um time de músicos fantástico formado por McCoy Tyner no piano, Steve Davis no baixo e Elvin Jones na bateria. E as músicas não poderiam ser melhores, apenas 4 e não precisávamos de mais do que isso, convenhamos. O disco abre com ”My Favorite Things”, uma faixa extensa com mais de 13 minutos, hipnótica e genial, a balada ”Everything We Say Goodbye”, de marejar os olhos as duas últimas ”Summertime” e ”But Not For Me” também fazem jus à grandeza do disco!

Eu acredito que o disco ”My Favorite Things” é o disco mais pop de John Coltrane, no sentindo de palatabilidade, por mais que ”A Love Supreme” seja perfeito, esse aqui é mais acessível e com certeza é a grande porta de entrada para a galera que quer conhecer esse gênio. Pra mim está no nível de ”Time Out”, ”A Kind Of Blue” e por ai vai! Fica a homenagem nos 60 anos de seu lançamento!

Autor: Neto Rocha

24 anos, e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

51 pensamentos

  1. tá muito mandona.
    tá muito cheio de falar meio falante .
    quese fazer sexo como você aquentar até o fim. eu tive que seguir a sua vagina firme
    tô muito baixa estral
    tá muito alto estima baixa.
    tá muito fingindo ta um pouco.

    _me deitei aqui com cigarro na mão.
    quese fazer sexo com você com você aquentar a vagina o fim.
    eu falei quando eu tô fazendo mãe abrir as pernas dereito eu instalei o pênis na vagina . Larissa pênis ……

    Curtir

  2. tá muito mandona.
    tá muito cheio de falar meio falante.
    quase fazer sexo. como você aquentar até o fim eu tive que seguir a sua vagina firme.
    tá muito baixa estral.
    tá alto estima baixa.
    tá muito fingindo ta um pouco.

    _ me deitar aqui com cigarro na mão.
    quase fazer sexo com você com você.
    aquentar a vagina o fim.
    eu falei quando eu tô falando mãe abrir as pernas dereito eu instalei o pênis na vagina
    Larissa pênis.

    Curtir

  3. aquentar em pé.

    escreve sem a gente ver.

    não lembra não sabe não entende relembro.

    não mais do nome.

    não mais de mim

    não sabe quem ela é verdade.

    não enrrequese mais enlouquecer.

    sem saber sem entender nada. lala só isso.

    Curtir

  4. não aquentar em pé .

    escreve sem a gente.

    não lembro não sabe não entende relembro

    não mais do nome.

    não mais de mim.

    não sabe quem ela é verdade

    não enrrequese mais enlouquecer

    sem saber sem entender nada Lala só isso

    Curtir

  5. despegou altura. desacostumou

    do pênis. do Cris kellis desapego do batente.

    pra baixo….fome tudo hora aperto .

    esqueça do Cris kellis desapego da casa….

    Curtir

  6. desapegou altura desacutomou.

    do pênis do Cris kellis.desapegou de batente.

    pra baixo fome tudo hora aperto.

    esqueça do Cris kellis desapego do casa.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s