40 anos de ”Remain in Light”: A virada sonora do Talking Heads.

Na prateleira das bandas mais originais de todos os tempos, o Talking Heads desenvolveu uma sonoridade única e apesar fazerem uma música difícil, eles conseguiram atingir as massas com hits não óbvios. Sua discografia é bastante interessante, e um de seus principais discos está completando 40 anos, o grande ”Remain in Light”! Vamos ver de onde vieram as influências deste clássico!

Talking Heads 1980

Após obter uma evolução bastante aparente na produção de seus últimos discos com o gênio Brian Eno, o Talking Heads havia lançado em 1979 o disco ”Fear Of Music”, um trabalho regular e bastante interessante. No ano seguinte, a banda juntamente com Eno, elaboraram um novo disco com uma pegada ainda mais sofisticada e de certa forma revolucionária, ”Remain in Light” seria o caminho para tal proposta.

Desta vez, estaria mais evidente as influências da música eletrônica e do afrobeat como Fela Kuti, a banda apostaria mais nesse som ”eletrônico”, e improvisos com mais samples e faixas instrumentais em ”loop”, criando uma vibe climática e hipnotizante.

Falando um pouco sobre os destaques do disco, ”Born Under Punches (The Heat Goes On)” representa bem a sonoridade do disco, um faixa insistente, intimidadora e grandiosa, à primeira vista pode te causar algum desconforto ou estranhamento, mas com um pouco de boa vontade você consegue entrar na vibe do disco. ”Once in a Lifetime”, é um dos maiores hits da história da banda, acredito que seja a única faixa radiofônica com um refrão mais pegasoso e com alguma consciência pop, ela carrega bastante influências do afrobeat e world music, minha favorita de toda carreira do Talking Heads. Como curiosidade, essa faixa quase ficou de fora. ”Houses In Motion”, também é um momento interessante do disco, uma faixa nem um pouco óbvia e bastante instigante, uma das faixas mais sombrias deste trabalho.

De considerações finais, ”Remain in Light” é um disco revolucionário em termos de produção, ele foi bem recebido pela crítica e público e representou um trabalho muito corajoso do Talking Heads, conta com um dos maiores clássicos da banda, sem dúvida é um dos grandes discos do ano de 1980. Fica a nossa homenagem!

Remain In Light

Autor: Neto Rocha

22 anos, atleta de futebol e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário