45 anos de ”Alive!”: O disco que revelou a essência do Kiss.

Algumas bandas necessitam do palco para demonstrar seu verdadeiro potencial, existem diversos exemplos de bandas que mudaram sua história a partir de seu disco ao vivo. O Kiss talvez seja o maior exemplo dessa galera nesse sentido, e o ”Alive” está completando 45 anos nesse mês. Vamos falar um pouco sobre ele!

Kiss Stage 1975

A banda vinha de 3 ótimos discos, o autointitulado disco de estreia de 1974, o ”Hotter Than Hell” de mesmo ano e ”Dressed To Kill” de 1975. Ótimos lançamentos porém a banda ainda não havia feito aquele sucesso esperado, eles perceberam que os discos de estúdio não transmitiam a energia deles nos palcos, foi ai que planejaram um disco ao vivo, e ainda bem que fizeram isso.

E de fato o som dos discos são um tanto quanto magros, é notório. E se somarmos a falta de peso dos instrumentos juntos à pirotecnia da banda, a maquiagem e a perfomance de palco dos integrantes, podemos entender isso acontecer.

Foi então que a banda uniu o útil ao agradável, chegou a hora de poupar os gastos da gravadora e fazer o que eles sabiam de verdade, um show impecável com muita energia e rock n roll. O setlist é basicamente um apanhado dos 3 primeiros discos da banda o que é maravilhoso já que contam com vários clássicos como ”Strutter”, ”Deuce” e ”Rock N Roll All Night”. A capa ilustra bem a pegada da banda nos palcos e poderia até ser emoldurada de tão maravilhosa.

O ”Alive” do Kiss trouxe o sucesso que a banda esperava, vendeu muito e alcançou o número 9 nas paradas de álbuns da Billboard e foi o passo crucial para que a banda atingisse o prestígio que eles carregam nos dias atuais. Um verdadeiro clássico e um dos maiores discos ao vivo de todos os tempos, talvez entre os 5 melhores! Fica a homenagem e recomendação!

Alive!

Autor: Neto Rocha

22 anos, atleta de futebol e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

2 pensamentos

Deixe uma resposta para Neto Rocha Cancelar resposta