”Heavy Jelly”: Uma pérola de 50 anos que estava engavetada.

Há cerca de 7 meses tomei conhecimento de um artista chamado Jackie Lomax, procurando mais sobre ele, notei que havia trabalhado com George Harrison, Eric Clapton, Jeff Beck, Leon Russel e outros nomes importantes. Na mesma hora fui atrás de ver algum trabalho importante da sua carreira e me deparei com um disco fantástico, intitulado como Heavy Jelly produzido no ano de 1970, mas até pouco tempo estava engavetado. Essa vai ser a recomendação de hoje aqui no Entre Acordes e eu vou contar um pouquinho sobre esse disco e porque ele seria um clássico.

Jackie Lomax

A princípio, o Heavy Jelly lançaria seu autointitulado disco de estreia no ano de 1970 pela lendária gravadora Apple dos Beatles, porém por alguns problemas contratuais o disco ficou engavetado e apenas 1 ano (2014) após a morte de Jackie Lomax (2013), a família conseguiu um acordo para que o disco finalmente visse a luz do dia pela primeira vez, e quem ganhou foi a gente.

O grupo era formado por ex-integrantes de uma boa banda chamada ”Aysnley Dunbar”, Alex Dmochowski e o guitarrista John Moorshead e pelo baterista do The Animals, Barry Jenkins.

Do disco, podemos começar falando logo da música de abertura, ”You Better Le Me Know”, aqui o o riff de guitarra já bate na nossa cara com uma visceralidade e precisão vista apenas por grandes bandas daquele período, aliás riffs de guitarra estão presentes no disco todo. A seguinte ”Born For Something”, é uma paulada estonteante, com uma pegada pocket na batera porém mais uma vez cirúrgica com o uma sonoridade que é muito fácil de agradar. ”Just Don’t Feel So Good”, é o tipo de música que poderia ter sido composta por Eric Clapton por exemplo, tanto o estilo da composição quanto o trabalho da guitarra, é realmente especial. ”Bio-Blues” por sua vez talvez seja a melhor do disco, um Blues Rock no melhor estilo Cream.

Nos dias de hoje, 6 anos após seu lançamento oficial, o disco ”Heavy Jelly” é considerado uma verdadeira pérola encontrada e ao meu ver é totalmente merecido que leve essa alcunha. Se esse disco fosse lançado pela Apple no ano de 1970 com aquele status que esse selo possuía e com a qualidade musical desse disco com certeza estaríamos aqui falando do legado que esse disco deixou nos últimos 50 anos. Mas como a história foi diferente, vamos recomendar e espalhar esse trabalho magnífico para que mais pessoas que amam o Rock como nós possam tomar conhecimento!

Heavy Jelly Album

 

Autor: Neto Rocha

22 anos, atleta de futebol e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário