”As Duas Mortes De Sam Cooke”: Um documentário denso sobre a importância e mistérios que cercaram Sam Cooke.

Sam Cooke foi um dos mais importantes cantores da história da música. Além de sua imensurável contribuição para o Soul num todo, ele lutou pelo direito dos negros nos USA nos anos 50 se tornando um ícone de seu tempo. Ele ainda perdeu o filho em decorrência de um afogamento e por fim infelizmente teve um fim trágico e misterioso com apenas 33 anos que aumenta ainda mais as discussões sobre seu nome. Hoje eu vou recomendar um documentário á vocês que abrange todos esses (e mais) importantes acontecimentos na vida desse grande nome, chamado ”ReMastered: As Duas Mortes De Sam Cooke”.

Sam Cooke.jpg
“Eu sempre detestei pessoas de qualquer religião ou nacionalidade, que não tem coragem de se posicionar. Eu espero que, me recusando a tocar para um público segregado, eu ajude a acabar com ela”

O documentário é pesado e faz um apanhado muito bem trabalhado sobre a importância de Sam Cooke e seu forte posicionamento á favor dos direitos dos negros e contra á segregação. Também é interessante ver sua relação com outro nome gigante da época ”Muhammed Ali” e a união de ambos em prol de acabar com esse momento vergonhoso da nossa história.

O time de entrevistados no documentário faz jus á seriedade da importância de Sam Cooke, Smokey Robinson, Dionne Warwick e Quincy Jones fazem uma bela escada para que a história de Sam seja devidamente homenageada.

Infelizmente Sam Cooke foi assassinado covardemente num Motel aos 33 anos de idade. E acredito que por ser um nome forte á favor dos direitos dos negros, ele supostamente pode ter sido vítima de um descaso na apuração dos fatos que envolveram sua morte. No documentário tudo isso é muito bem evidenciado. As duas mortes de Sam Cooker seriam a de sua pessoa e de seu legado que sofreu muitas tentativas de ser manchado por diversas teorias de conspiração sujas sobre sua pessoa.

Apesar de triste, ”As Duas Mortes De Sam Cooke” é um documentário necessário não só para os fãs de sua carreira ou de Soul, mas também para todo mundo. Ele ilustra muito bem aquele momento terrível e mostra o poder que a música tinha em bater de frente com qualquer movimento vigente á época. Fica a recomendação este grande registro!

Documetário Sam Cooke

Autor: Neto Rocha

22 anos, atleta de futebol e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário