45 anos de ”Sabotage” – Um grande e subestimado disco do Black Sabbath.

Adentrando a área de discos subestimados do Rock me deparei com ”Sabotage”, um disco da perfeita fase de Ozzy Osbourne no Black Sabbath. É difícil acreditar que um trabalho desse período tenha levado esse rótulo ruim, e hoje passado exatos 45 anos do seu lançamento, vamos ver um pouco de sua história para entender o que o levou à essa definição.

Black Sabbath 1975

Até então, musicalmente a banda parecia estar bem encaminhada, eles vinham de excelentes discos da primeira metade da década de 70 e em especial o último até então ”Sabbath Bloody Sabbath” de 1973 é fantástico. O problema foi que após o lançamento desse disco, a banda viveu um atrito muito grande com o ex-empresário Patrick Meehan e acabou ”desviando” a atenção para esse momento conturbado, qual foi o resultado? Aproximadamente 10 meses de gravação e alguma desorganização que infelizmente acabou atrapalhando tudo que cercava o disco, a começar pela capa.

A banda acreditava que iriam à uma sessão ”teste” de fotos para a capa do disco, só que a sessão já era a definitiva, ou seja, eles tiveram que fazer algumas improvisações no figurino somado à uma ideia não muito bacana do lance do espelho, o resultado é foi essa péssima capa.

As faixas do álbum surpreendentemente são maravilhosas, levando em consideração o momento difícil da banda, isso é o que eu não entendo por parte do grande público que rejeita o disco. Tudo bem não gostar da capa ou ler que a banda estava num momento conturbado, mas se você colocar o disco na vitrola, verá 8 pedradas vindo em sua direção, músicas pesadas, complexas e que poderiam muito bem ser dos maiores sucessos da banda.

O disco abre com ”Hole In The Sky”, um bombardeio sem rodeios, Bill Ward, com a mão pesada e Iommi fazendo a SG chorar como nos grandes momentos da banda, Ozzy demonstra vocais com bastante agressividade e tons mais altos. Após uma vinheta, entra a música mais pesada do disco e uma das mais pesadas da banda, ”Symptom Of The Universe”, um poderoso e pesado Riff dita a faixa. ”Megalomania” é a melhor do disco, um épico quase 10 minutos de duração.

”Sabotage” é um disco de Rock N Roll fantástico, poderoso e grandioso. Infelizmente por conta da turbulência da época que foi produzido e pela capa pouco chamativa, acabou caindo no esquecimento de muitas pessoas, mas vamos tirar a poeira dele e dar o valor que ele merece nos 45 anos do seu lançamento!

Sabotage Cover

Autor: Neto Rocha

22 anos, atleta de futebol e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário