A incrível musicalidade Jazz/R&B de Trombone Shorty

Hoje, no quadro “Na Primeira Prateleira”, é muita satisfação poder apresentar um dos meus músicos preferidos da atualidade. O músico em questão, é o grande trombonista oriundo da mágica cidade de New Orleans, que faz uma mistura fantástica de Soul, Funk e Hip Hop, combinando elementos destes gêneros com o encanto da improvisação do Jazz de forma brilhante, com doses muito interessante e bem sacadas.

O disco deste excepcional trombonista da qual gostaria de lhes indicar hoje, é o seu lançamento do ano de 2013, batizado de “Say This To Say That”. O álbum intercala de forma magistral temas instrumentais com canções cantadas (embora Shorty não tenha lá uma grande voz, ele em momento algum faz feio neste sentido). Não há como não botar o esqueleto pra remexer com pérolas Funk Jazzisticas como “Say That To Say This”, “Get The Picture”, “Vieux Carre”, “Long Weekend” e “Fire And Brimstone” (nesta, ele faz uma verdadeira declaração de amor aí seu instrumento e a música de uma forma geral, em cima de uma base de Rap e Jazz sensacional).

A musicalidade moderna de Trombone Shorty talvez afaste os ouvidos mais sensíveis e puristas (ou preconceituosos), mas, caso você não se enquadre em nenhum destes termos, pode correr atrás desta maravilhosa bolacha, tenho certeza de que terás uma experiência musical deliciosa e extremamente satisfatória.

Autor: Felipe Silva

28 anos, paulista, corinthiano, e o mais importante, consumidor compulsivo de música! Rock, Soul, Funk, Blues, Jazz, MPB, que a música boa seja exaltada independente de gênero. God bless you all.

Deixe um comentário