Eles têm o que é preciso para dilacerar o seu pobre coração. 50 anos de um clássico do FREE!

Hoje é dia de libertação! Vamos falar de uma das bandas mais importantes dos anos 60 e início dos 70; colaboraram demais para o surgimento do Hard Rock e serviu de influência pra muita gente que veio depois. Estou falando do FREE, banda de Paul Rodgers, Paul Kossoff, Andy Fraser e Simon Kirke. O motivo? 50 anos do ESPETACULAR Fire and Water, disco mais famoso do grupo.

Em 1968, os 4 garotos, entre 17 e 19 anos, estreavam com o fantástico Tons Of Sobs, um disco com uma pegada altamente bluezeira, aliada ao peso do que viria a se chamar de Hard Rock, em bandas como Led Zeppelin, Humble Pie, Ten Years After etc. O ponto a se ressaltar aqui – além das músicas – é a maturidade que esses jovens demonstravam tão novos, tanto técnica quanto em composições. No ano seguinte, saía o auto-intitulado Free, que teve em ”I’ll Be Creepin’ seu carro-chefe; a música chegou a ser tocada pelos Rolling Stones num show em Birmingham, na turnê de divulgação do Let It Bleed.

Em 1970, o Free decide investir mais no Hard Rock, sem deixar de lado suas raízes do blues, mas transformando seu som em algo mais pesado e com menos improvisações. Assim nasceu nosso aniversariante de hoje, completando meio século de vida, Fire and Water (só de falar o nome do disco, você cantarola o refrão da faixa título); o disco traz o grande clássico ”All Right Now”, música que chegou no primeiro lugar das paradas britânicas e 4º na americana.

F2

Outras excelentes músicas, tais quais a própria faixa-título, ”Heavy Load” e ”Mr. Big” (Sim, foi dessa música que a banda de Hard Rock oitentista Mr. Big, de Billy Sheehan e Paul Gilbert tirou o nome); a princípio, o disco pode parecer mais comedido comparado aos outros, mas tudo é perfeitamente conectado, impossível dizer que uma faixa é mais fraca que a outra. Com o sucesso de Fire And Water, a banda foi escalada para tocar no último dia do Festival da Ilha de Wight, também em 1970. Um disco primoroso de uma banda muitas vezes esquecida e injustiçada entre os Rockers. OUÇAM FREE, e ajude a LIBERTAR (budun tiss) essa banda da cadeia do anonimato.

A text by @lukaspiloto7twister

 

 

Anúncios

Autor: Luc Rhoads

Um grande apaixonado por música e aventuras. Carioca, estudante de Educação Física, professor de inglês e vascaíno doente.

3 pensamentos

  1. Sim, Fire and Water é um clássico do rock do início da década de 1970, apesar do Free ser hoje visto como um dos grupos mais subestimados do gênero. O disco é bom, tem algumas músicas que eu curto sem problema algum (a faixa-título e “Mr. Big” em especial, são as melhores pra mim), mas não sou muito chegado na famosa “All Right Now” (sinceramente acho-a bem chatinha pro meu gosto). Enfim, fica aqui a homenagem do blog para o disco cinquentão de Paul Kossoff e cia.!

    1. Pois é, irmão. Eu diria que o Free foi um pilar fundamental para o surgimento do Hard Rock. Infelizmente, ficaram meio esquecidos na história, mas sua importância é imensa. Eu adoro este disco, é o grande clássico deles, mas eu não colocaria nem mim top 3 pessoal. Na minha opinião, eles fizeram discos mais fodas. No entanto, embora pequena, acho a discografia deles perfeita. Bandaça. R.I.P Paul Kossoff

      1. Sim, parceiro… O Free realmente só deixou saudades!

Deixe um comentário