Run The Jewels Entrega a Trilha Sonora do Apocalipse em “RTJ4′

O Run The Jewels é o foda-se mais bem dado dos últimos tempos. A improvável colaboração entre o MC Killer Mike e o produtor EL-P começou seu ataque duplo no incrível “R.A.P Music” (2012) de Mike, e a liga deu tão certo que eles resolveram aplicar todas as suas forças em um novo projeto. Desde então lançaram três dos melhores discos de Rap da última década, sempre lançados para download gratuito, num protesto ao monopólio que gravadoras como a Def Jam exercem sobre o Hip Hop. Um momento apocalíptico como esse é mais do que apropriado para a anarquia musical do Run The Jewels, e eles estão de volta com o espetacular manifesto de “RTJ4”.

Eles já declaram guerra à polícia em “yankee and the brave (ep. 4)”, e bem, a partir daí já sabemos o que nos espera. As rimas intercaladas de Killer Mike e EL-P têm alvos não menos que necessários, como “walking in the snow” que dispara versos como “And you so numb, you watch the cops choke out a man like me/Until my voice goes from a shriek to whisper, ‘I can’t breathe'”, que faz referência direta ao assassinato brutal de Eric Garner em 2014, também gerando um inevitável paralelo com o caso de George Floyd, que incendiou o mundo nas últimas semanas.

Esse clima de urgência entra em combustão com a produção explosiva de EL-P, que entrega simplesmente um Banger atrás do outro, sem respiro. Seja no sample memorável da participação de DJ Premier em “ooh la la”, ou a metralhadora verbal de uma tonelada de Killer Mike em “Out Of Sight”, que também conta com um ótimo verso de 2 Chainz. “holy calamafuck” é outro destaque absoluto, com um breakbeat insano, e uma mudança instrumental repentina com alguns elementos do Trap.

As participações especiais também são de MUITO peso. “JU$T” apresenta a improvável simbiose entre o Flow suave de Pharrel Williams e a agressividade do protesto de Zack De La Rocha, enquanto a atmosférica “pulling the pin” cruza a diva do soul e símbolo da luta pelos direitos civis Mavis Staples com ninguém mais ninguém menos que Josh Homme.

Com a contundência de sempre, Killer Mike e EL-P e reafirmam seu status como a melhor dupla do Rap da atualidade. e nos entregam a trilha sonora para um mundo em ruínas.

Anúncios

Autor: Caio Braguin

16 anos, baterista, aficionado por música (e todas as formas de arte) desde o berço. Música é minha vida!

Deixe um comentário