Triumvirat marchando sobre a cidade eterna. 45 anos de SPARTACUS!

Hoje, um dos maiores discos do Rock Progressivo está completando 45 anos: Spartacus, do fantástico power trio TRIUMVIRAT; banda proveniente da Alemanha, sofreu muitas comparações com o Emerson, Lake and Palmer, por conta da sonoridade ser semelhante, no entanto, após o lançamento deste álbum tudo mudou. Facilmente, Spartacus pode entrar numa lista de melhores álbuns do Rock Progressivo e competir com as grandes bandas inglesas, o que não era para qualquer um, vide a quantidade de bandas maravilhosas que haviam fora do Reino Unido que não tiveram metade da repercussão que mereciam.

O disco conta a história do gladiador Spartacus, ex escravo nos tempos da República romana – não vou entrar muito em detalhes, pois, em breve, teremos um texto só sobre isso, com recomendações de série e tudo o mais. O disco é quase como se fosse uma trilha sonora para a história de tão bem casadas que ficaram as músicas; também pudera, 3 caras altamente virtuosos em seus instrumentos. Jürgen Fritz (teclado), Helmut Köllen (baixo) e Hans Bathelt (bateria).

SP2

Eu recomendo fortemente que vocês apreciem esse disco sem nenhuma moderação, e percebam o encanto em músicas como ”The School Of Instant Pain”, ”The Deadly Dream Of Freedom” e a FANTÁSTICA ”The March To The Eternal City”, um épico de quase 9 minutos que é o Prog na sua mais pura essência. Que disco, meus amigos. Se vocês procuravam um disco que faz você se viajar e se sentir inserido na história, uma ótima opção é Spartacus, até mesmo para fugir um pouco das bandas clássicas inglesas; vão notar que, em outros países, o Rock Progressivo pode ser tão bom quanto o britânico. Divirtam-se com a banda dos ratinhos – olhem as capas dos discos do Triumvirat e entenda o porquê desse epíteto. BANDAÇA!!!

A text by @lukaspiloto7twister

Anúncios

Autor: Luc Rhoads

Um grande apaixonado por música e aventuras. Carioca, estudante de Educação Física, professor de inglês e vascaíno doente.

Deixe um comentário