55 anos de “I Put A Spell On You” – Um dos melhores discos da Rainha do Jazz

Há 55 anos atrás, umas das cantoras mais antológicas de todos os tempos, lançava um de seus melhores e mais emblemáticos discos: O excelente “I Put A Spell On You” (1965).

Este trabalho é certamente um dos álbuns mais famosos de Nina Simone. Como sempre, aqui a pianista e cantora americana nos entrega  interpretações profundamente emocionais, com uma boa variedade de estilos, desde um toque mais Soul, passando pelo Jazz e Blues. O repertório é altamente maravilhoso e repleto de grandes clássicos tanto da carreira de Nina quanto do catálogo de standarts do cancioneiro popular.

A faixa título “I Put A Spell On You”, é uma canção extremamente icônica composta pelo grande doidaço Screamin ‘Jay Hawkins e que já recebeu diversas versões ao longo da história. No entanto, não tenho medo de dizer que Nina Simone é a melhor intérprete dessa música, que conta com arranjos impressionantes e uma belíssima interpretação vocal, dando uma sensação mais séria, densa e dramática que a original. Neste disco também fica bem evidente o lindo talento e bom gosto de Nina tocando piano com uma habilidade ímpar, principalmente em ótimas faixas como “Tomorrow Is My Turn” e no tema instrumental “Blues On Purpose”, onde ela exibe performances maravilhosas nas teclas, tocando com uma elegância e uma classe de arrepiar. “Ne Me Quitte Pass” é uma histórica canção francesa dos anos 50 e aqui, Nina entrega uma de suas mais intensas interpretações, com uma voz divina que faria até Adolf Hitler cair em prantos. Talvez a música mais marcante de toda a carreira de Nina também se faz presente aqui e trata-se de uma linda junção de Jazz e Blues, claro que falo da singela “Feeling Good” (aliás, mais uma faixa que podemos colocar no topo de uma de seus interpretações mais inesquecíveis). E para finalizar, não posso deixar de mencionar também a maravilhosa malemolência Soul de “Take Care Of Business”, que fecha o disco de forma magistral.

“I Put A Spell On You” é com certeza um dos melhores e um dos meus álbuns preferidos de Nina Simone. É um disco que pode ser triste e forte em alguns momentos, e muito sutil e suave em outros. Muito me encanta a forma como Nina canta nesta obra, que me parece mais focada nas nuances suaves entre as notas, nas melodias frágeis e no tom singular de sua voz, mas ainda assim, mostrando que pode cantar de forma muito alta e emocional quando a música pede. Seja pelas performances vocais arrepiantes de Nina, pelo classudo e exuberante instrumental recheado de metais grandiosos e sessões de cordas sublimes e claro, também pelo repertório incrível reunido, “I Put A Spell On You” merece ser colocado na prateleira dos melhores discos de uma das maiores divas da história da música, um lindo álbum perfeito para se ouvir em dias frios e cinzentos. Diante deste cenário tão triste de intolerância e racismo que o mundo sempre passou e infelizmente ainda passa até os dias de hoje, nestes 55 anos de lançamento deste LP, por favor, reserve um tempinho no seu dia para desgustar este disco, tenho certeza que será uma linda homenagem a uma das figuras mais importantes da cultura negra mundial. Com certeza o espírito de Nina irá sorrir muito.

Anúncios

Autor: Felipe Silva

28 anos, paulista, corinthiano, e o mais importante, consumidor compulsivo de música! Rock, Soul, Funk, Blues, Jazz, MPB, que a música boa seja exaltada independente de gênero. God bless you all.

Deixe um comentário