“I Should Coco” – 25 anos de um clássico do Britpop

Quando o Britpop explodiu em meados dos anos 90, revelou uma quantidade considerável de grandes bandas que agitaram o mundo com excelentes discos, que traziam hits marcantes e inesquecíveis, fazendo com que o gênero seja lembrado até hoje com muito carinho como provavelmente o último grande movimento de impacto no Rock.

O estilo encantou toda uma geração por trazer novamente á tona a crueza, o estilo mod e até mesmo a inocência do Rock Inglês dos anos 60. Embora eu admita que Blur e The Verve são bastante talentosos, o som deles não era essencialmente derivado dos anos 60. A explosão pura do Rock And Roll inglês sessentista vinha mais do Oasis e da ótima banda Supergrass, que juntos, protagonizaram a cena como revivalistas do Rock 60s. Em 1995, o Supergrass lançou seu disco de estreia, o sensacional “I Should Coco”, que exatamente hoje, está completando 25 anos de lançamento!

A obra segue fielmente a linhagem Rock And Roll inglês cru e franco, com muitos tons de Punk e influências de The Who e The Kinks. O vocalista e principal compositor Gaz Coombes, era ainda adolescente na época deste álbum, e as letras escritas por ele são uma grande atração aqui, pois exploram com muita eficácia a marca registrada do Britpop em sua exploração da juventude e do estilo de vida deles.

O trabalho já é inaugurado com três petardos Rock And Rollers incríveis em “I’d Like To Know”, “Mansize Rooster” e “Caught By The Fuzz”, este sendo um dos principais singles do álbum e que fala com muito humor sobre a prisão de Coombes por porte de maconha. Logo em seguida, temos a maravilhosa “Alright”. O maior sucesso da banda até hoje pode ser considerada como o maior hino do Rock inglês adolescente desde “My Generation” e “Teenage Kicks”, e não tem nem mesmo um refrão, que aliás, quem precisa de um quando se tem um verso e uma ponte tão cativantes? Outros faixas que merecem destaques são outros petardos Rockers fantásticos como “Lose It”, “Lenny” e “Strange Ones”, que ajudam a manter o clima lá em cima com uma energia incrivelmente contagiante.

“I Shoul Coco” é um trabalho espetacular, maluco, audacioso e excepcionalmente bem produzido. O disco todo carrega uma energia estupenda dotada de muita diversão e efervescência, enquanto a banda te convida a um irresistível passeio pela história do Pop e do Rock britânico. Penso que com este trabalho, o Supergrass merecia mais reconhecimento dentro do cenário do Britpop, que geralmente se traduz como sendo uma corrida de turfe somente com dois cavalos, mas, isso já é história para um próximo papo. Por enquanto, nesta data especial, ligue “I Should Coco” no volume máximo e se divirta muito com este que é com certeza um dos melhores discos de Rock da década de 90.

Autor: Felipe Silva

28 anos, paulista, corinthiano, e o mais importante, consumidor compulsivo de música! Rock, Soul, Funk, Blues, Jazz, MPB, que a música boa seja exaltada independente de gênero. God bless you all.

Deixe um comentário