As 5 melhores baladas do rock

A calmaria entre as tempestades, o momento de acender os isqueiros ou celulares dependendo da sua época, as músicas que mais tocam na rádio, aquelas que são por vezes simples e inocentes canções de amor, e por vezes profundamente tristes e cortantes, as vezes incríveis canções de amor, as vezes apenas uma tentativa insonsa de ter um hit em meio a um disco medíocre, as baladas são parte essencial do mundo do Rock, e proporcionam emoção, variedade, dinâmica e uma música para atravessar nichos para tantas bandas. Esses dias nós do Entre Acordes estavamos discutindo sobre as melhores baladas do rock e resolvemos fazer a tarefa árdua de um top 5 das baladas do rock para colocar num post, e vamos discutir um pouco sobre esses hinos que escolhemos hoje.

Something

“A grande canção de amor dos últimos 50 anos”

Frank Sinatra

Frank Sinatra introduzia erroneamente a música em seus shows ao vivo como “sua música Lennon/McCartney favorita”. O fato é que a música é de George Harrison que, em Something, atingiu o ápice de suas composições na minha opinião. A harmonia e melodia são incrívelmente bem construída, Billy Preston e uma seção de cordas inteira vem dando uma densidade celestial, Paul faz uma linha de baixo que pode ser considerada a melhor de sua carreira também, George faz um solo de outro mundo. A letra é auto-explanatória, um poema do trovador George para sua então esposa Patti Boyd.

Thank You

Muito difícil dizer qual é a melhor balada de uma banda que tem em seu catálogo músicas no naipe de Rain Song e Ten Years Gone, mas Thank You foi a excelente escolha que fizemos, uma letra complexa em sua simplicidade e que diz muito em seus poucos versos que lembram muito a poesia de Tolkien em uma adaptação para o rock. Além disso pouco o que falar, simplesmente Led Zeppelin em seu auge com uma de suas maiores músicas, com John Paul Jones no órgão dando uma vibe Flower Power característica do começo da carreira do Led para a coisa toda.

Maybe I’m Amazed

A Something do Paul solo. Uma música que de tão boa faz um abismo com suas companheiras do primeiro disco de Macca, e que demonstra a habilidade de Paul como um “all-around”. O solo dessa música chega a competir com Something inclusive, e ela é uma das melhores músicas da carreira de Paul num geral, e a nossa última música de amor da lista.

Wish You Were Here

A mensagem mais complexa de hoje, Wish You Were Here tem várias interpretações, mas certamente é algo nos moldes de se perder em seu caminho, vender seus ideias e não conseguir mais distinguir o que está e o que não está afundado no caos. Wish You Were Here é acústica, mas tem um grande solo de Gilmour, chegando até a solfejar angélicamente junto com seu violão em partes e, mesmo sem o Floyd Sound, a música é uma das mais emblemáticas da banda, e uma das melhores que Waters já escreveu sem dúvida.

Behind Blue Eyes

“No one knows what is like to be the bad man, to be the sad man, behind blue eyes”

Essa linha sintetiza muito bem a mensagem de Behind Blue Eyes, uma máscara que esconde o “bad man, sad man” por trás dela. A intro tem um dedilhado incrível e a parte mais acelerada da música é o ponto mais Rock n’ Roll que passamos perto por aqui.

Enfim, essas são nossas 5 melhores baladas do rock, comentem abaixo e conte-nos quais são as suas baladas favoritas e porque! Quem sabe voltamos outro dia
trazendo mais grandes baladas para vocês!

Anúncios

Autor: allanfranzner

Guitarrista, amante e entusiasta da música, principalmente do rock n' roll!

Deixe um comentário