“Peso” – Uma pérola do Rock And Roll setentista brasileiro

A recomendação do “Entre Acordes” de hoje aqui pra vocês é essa bandaça brasileira de Rock and Roll dos anos 70, chamada “Peso”. Infelizmente tiveram uma carreira bem curta e só lançaram um disco, (mas também é O disco) chamado “Em Busca do Tempo Perdido”, lançado em 1975, um discaço espetacular de Rock and Roll, sensacional do início ao fim.

O nome da banda é comum demais e pouco chamativo até, mas não se enganem, pois todos os ingredientes do Rock and Roll clássico estão todos juntos e misturados com toques de Blues e Soul, tudo com excelência e muita influência de bandas lendárias como Led Zeppelin, Deep Purple e Free. Uma banda afiadíssima com uma cozinha incrível que contava com grandes músicos como Gabriel O’meara (guitarra), Carlinhos Scart (baixo) e Geraldo D’arbilly (bateria), mais um vocalista de Rock and Roll puro e autêntico como Luís Carlos Porto, cuja voz e presença não deve em nada aos grandes vocalistas de Rock internacional dos anos 70. Fica a dica aí dessa sonzera!

Infelizmente, a banda teve uma carreira extremamente curta e com pouquíssimo impacto e relevância, assim como aconteceu com diversas outras bandas de Rock no cenário brasileiro da década de 70, que nos monstra a imensa dificuldade que esses grupos passaram na época devido aos poucos recursos estrutura que o pequeno mercado do Rock no Brasil daqueles tempos oferecia.

Mas, como o nosso papel aqui é fazer valer com força o nosso lema “celebrar os clássicos e evidenciar o contemporâneo”, hoje, a banda Peso, e o disco “Em Busca Do Tempo Perdido” é considerado um verdadeiro clássico cult, e com certeza merece ser apreciado e admirado como uma verdadeira pérola do Rock brasileiro.

Anúncios

Autor: Felipe Silva

28 anos, paulista, corinthiano, e o mais importante, consumidor compulsivo de música! Rock, Soul, Funk, Blues, Jazz, MPB, que a música boa seja exaltada independente de gênero. God bless you all.

Deixe um comentário