50 anos do primeiro grande clássico de Elton John

Há 50 anos atrás, um dos maiores cantores e compositores da história da música Pop mundial, lançava seu segundo disco de estúdio, que com certeza, é o trabalho que seria o pontapé inicial rumo ao seu super estrelato que ocorreria nos anos posteriores: o maravilhoso “Elton John” (1970).

Elton havia lançado seu disco de estreia “Empty Sky”, em junho de 1969, mas devido o fato de ter saído apenas no Reino Unido (e nos Estados Unidos somente em 1975), o álbum praticamente não fez nenhum sucesso, mas ao menos garantiu uma canção memorável para o repertório de Elton, a maravilhosa “Skyline Pigeon” (a qual ele descreveu como sendo “a primeira música com a qual Bernie e eu nos empolgamos quando a escrevemos”).

Mais uma vez contando com o auxílio luxuoso do inseparável parceiro e grande letrista Bernie Taupin, o disco seguinte reúne uma maravilhosa seleção de canções sensacionais que dariam a Elton a credibilidade adequada e demonstraria de fato, o maravilhoso e genial dom que o homem tem em criar melodias maravilhosas e marcantes. Com este senso melódico extraordinário, a abordagem musical de Elton John “casa” perfeitamente com as letras instigantes de Bernie Taupin, e tudo ainda é engrandecido pelo timaço de músicos que suplementam as canções.

Logo no início, já somos comprovados disso com a lindíssima “Your Song”, uma daquelas baladas arrepiantes e arrebatadoras que só poderiam ser escritas por Elton. O piano tocado por ele só não é mais tocante que a sua própria interpretação vocal, sendo tudo complementado por uma divina orquestração que ressalta ainda mais a melodia comovente da música. Simplesmente um dos maiores clássicos de sua carreira, sem sombra de dúvidas! Outros grandes destaques ficam com “I Need You To Turn To”, que conta com uma linda harpa envolvida por um magistral arranjo de cordas, dando um belo toque épico a faixa, enquanto que Take Me To The Pilot” é uma interessante e sacolejante mistura de Blues e Gospel. Sempre apaixonado pela música sulista americana, em “No Shoe Strings On Louise”, temos uma bela canção Country que comprova este forte apreço que Elton possui pela boa música americana de raiz. Não estou afim de fazer um faixa a faixa, então nestes tempos de quarentena, larga a mão de ser preguiçoso/sa e faça o dever de casa de ouvir este disco, garanto que irá me agradecer depois.

Este disco homônimo do nosso querido Elton John com certeza permanece até hoje como um de seus LPs mais importantes e uma verdadeira virada de chave em sua longeva e genial carreira, por trazer algumas pequenas peças imprescindíveis do maravilhoso quebra-cabeça que é esta grande lenda da música, que posteriormente a este lançamento, evoluiu sua música a níveis inimagináveis, que resultariam em uma das mais incríveis sequências de discos que um artista já lançou na história da música Pop mundial.

Autor: Felipe Silva

28 anos, paulista, corinthiano, e o mais importante, consumidor compulsivo de música! Rock, Soul, Funk, Blues, Jazz, MPB, que a música boa seja exaltada independente de gênero. God bless you all.

Deixe um comentário