The Power Station – A Força da sonoridade Pop dos anos 80

Há exatos 35 anos, surgia um supergrupo chamado The Power Station.  Essa moda não é nenhuma novidade para o mundo do rock. Vire e mexe tem um supergrupo surgindo aqui e outro ali. O Entre Acordes entra nessa lista de supergrupos do rock, na versão blog. Já o The Power Station reuniu o cantor Robert Palmer, o baixista John Taylor (Duran Duran), Andy Taylor (Duran Duran) e o Tony Thompson (Chic) na bateria. Consegue imaginar o som que estava por vim?

Essa banda surgiu em um intervalo da banda Duran Duran. Os outros membros da banda inclusive montaram uma outra banda chamada “Arcadia, deixou de dica para os mais curiosos. Eu preciso te falar que quando The Power Station entrou para gravar cada faixa desse álbum não esperava que conseguiria resumir o melhor do pop dos anos 80. Se você conhece esse tipo de som não vai conseguir para de ouvir e vai se revoltar com banda por ter lançado somente dois discos. O segundo mais de 10 anos depois dessa estreia maravilhosa.

A voz super suave e agradabilíssima de Robert Palmer, carrega uma pegada pop da banda. Sem falar que a sonoridade esta estabelecida pelos baixos de John Taylor. O swing do Chic não fica de fora, eles conseguiram filtrar aquele som da “Disco Music” para não deixar datado. O resultado disso é que você não consegue ficar parado por um segundo. Eu vejo elementos do nosso eterno Prince na banda.  Aquela coisa das canções que vão te envolvendo e crescendo no jogo de vocal e resposta da banda, sempre sendo cortado pelos solos da guitarra de Andy Taylor. O disco te levar um “oto patamar” quando começa o cover de T. Rex. Estou falando de “Get It On”. A banda colocou todo talento aprova e fez um dos melhores covers que você vai ouvir da história do rock.  Na verdade, isso é uma verdadeira versão. Todos os elementos que foi dito aqui. Está 100% nessa faixa. Eles elevam a coisa para um som de supergrupo e transformam a banda em uma orquestra pop que, te leva a vibrar em cada momento dos cinco minutos e vinte e nove segundos da canção. A coisa explode de uma forma que não posso deixar de fazer o trocadilho. Se torna um “Power Station!!”

Eu posso te garantir que em 1985, teve outono, inverno, verão e primavera, como todos outros anos. Claro, tirando os fenômenos que vem acontecendo durante essas mudanças climáticas, realizada graça a nossa ação estupidez com a natureza em todos os sentidos. Na contra mão disso, surgiu uma nova estação que é muito esquecida por muitos. Mas que é um achado para os apreciadores do pop dos anos 80. The Power Station deixou a primavera américa mais alegre. Para não deixar de fora as minhas dicas são os Singles “Some Like It Hot”,” Get It On” e “Communication”. O seu dever de casa é: Duran Duran, Robert Palmer, Chic e T. Rex. Talvez, até mesmo o querido Prince. Essas bandas vão fazer você se divertir e conhecer melhor a força de The Power Station.  Você merece uma boa diversão para deixar esses dias ruins mais leves. Me fale depois sobre a sua experiencia com The Power Station. Fuii! Lave suas mãos com sabão e use álcool gel.

Anúncios

Autor: lusquinhos87

Eu queria ter uma bomba, um flit paralisante qualquer. Pra poder me livrar do prático efeito. Das tuas frases feitas, das tuas noites perfeitas

Deixe um comentário