70 anos de um lendário Soulman – Teddy Pendergrass

Hoje, uma grande figura da Soul Music estaria soprando 70 velinhas caso estivesse vivo. Um cantor de voz extraordinária que apesar da relativamente curta carreira, conseguiu deixar seu nome gravado na história da música negra americana, graças as suas interpretações emocionantes em canções sensacionais: o incrível Teddy Pendergrass!

Teddy começou sua carreira sendo integrante fundamental do excelente grupo “Harold Melvin & The Blue Notes”, um dos maiores conjuntos de Soul Music da década de 70, surgidos na “Philadelphia International”, selo pioneiro da Disco Music liderado pelos lendários compositores e produtores Kenneth Gamble e Leon Huff. Teddy permaneceu até 1975, gravando ótimos discos como “I Miss You” (1972) e “To Be True” (1975). O curioso, é que Teddy começou sendo o baterista, mas logo após impressionar profundamente os outros integrantes com sua poderosíssima voz, logo foi promovido ao status de vocalista. Mas depois de uma série de batalha judiciais, Teddy decidi deixar o grupo em 1976, para poder pavimentar o seu caminho livre rumo a uma carreira solo. E para nossa alegria, isso não só aconteceu, mas aconteceu de forma brilhante, com Teddy construindo um repertório magnífico nos discos espetaculares que gravou, com destaques ao homônimo de 1977, “Life Is a Song Worth Singing” (1978) e “Teddy” (1979).

Infelizmente, em 1982, acabou sofrendo um devastador acidente de carro que lhe causaria traumas pelo resto de sua vida, lhe deixando paraplégico. Ainda assim, continuou sua carreira sempre lançando discos, e fazendo uma apresentação memorável e muito emocionante no Festival Live Aid (1985).

Teddy infelizmente faleceu em 2010, depois de uma longa batalha contra o câncer, mas sem dúvidas, se tornou um dos nomes mais inesquecíveis da história da cultura negra americana. Se tornou a definição de sedução e talento incomparável do R&B dos anos 70, e nesmo com todos os obstáculos, conseguiu gravar seu nome como um dos cantores mais incríveis que a música negra americana já produziu.

Anúncios

Autor: Felipe Silva

28 anos, paulista, corinthiano, e o mais importante, consumidor compulsivo de música! Rock, Soul, Funk, Blues, Jazz, MPB, que a música boa seja exaltada independente de gênero. God bless you all.

Deixe um comentário