A Magia da Voz e Alma do Supertramp – 70 Anos de Roger Hodgson

Hoje é dia de celebrar a vida e obra do responsável por inesquecíveis pérolas Pop, de melodias que engatilham uma inevitável nostalgia, a voz aguda e maravilhosa do Supertramp. É claro que estamos falando de Mr. Roger Hodgson, que hoje completa 70 anos!

Aspirante a compositor e guitarrista desde os 12 anos de idade, foi em 1969 que Hodgson integrou sua primeira banda, People Like Us, que limitou-se a alguns singles de pouca expressão. No mesmo ano, após audições na Island Records, ele é escalado como vocalista na banda pop Argosy, que contava com, entre outros nomes, Reginald Dwight (que você deve conhecer melhor como um tal de Elton John), mas que também não causou grande furor. Mas, ao ler um anúncio do tecladista/vocalista Rick Davies na Melody Maker, à procura de um guitarrista para sua banda Supertramp, ele encontra o projeto de uma vida!

Nos primeiros anos, as águas foram turbulentas para a banda. Seus dois primeiros discos, o autointitulado de 1970 e “Indelibly Stamped” (1971) não aconteceram, ainda seguindo o caminho do Rock Progressivo. Foi com o espetacular “Crime Of The Century” (1974) que o grupo encontrou seu som, e, consequentemente, o sucesso. Com o maior uso de teclados e pianos elétricos por parte de Hodgson, estava pronta a fórmula da música pop perfeita. Daí , seguiram-se anos de hits e mais hits, em petardos como “In The Quietest Moments” (1977) e “Breakfast In America” (1979).

No auge do estrelato, em 1983, Hodgson deixa o Supertramp, e embarca numa interessantíssima e subestimada carreira solo. Recomendo fortemente os discos “In The Eye Of The Storm” (1984) e o mais recente “Open The Door” (2000) pra quem quer sentir o gosto adocicado da maestria Pop desse gênio.

Nesses 70 anos de história, Roger Hodgson nos presenteou com preciosas melodias que, com certeza, foram trilha sonora de muitos sonhadores por aí. DREAM ALONG!!

Alguns discos comentados:

Autor: Caio Braguin

16 anos, baterista, aficionado por música (e todas as formas de arte) desde o berço. Música é minha vida!

Deixe um comentário