Uma simplicidade elegante: 60 anos de Adam Clayton, do U2

Quando você ouve ou vê o U2, você pensa no carisma, presença e na voz de Bono Vox, você pensa na colorida, moderna e criativa guitarra de The Edge. No entanto, segurando este conjunto pequeno que soa tão grande temos uma cozinha de responsabilidade. E as 4 cordas do baixo de Adam Clayton, nosso aniversariante de hoje (sessentão!), estão lá para fechar este pocket.

Clayton é britânico, mas com 5 anos se mudou para a irlanda, e começou na música com um violão barato. Aos 14 anos, ganhou seu primeiro baixo, e numa escola pública local conheceu seus companheiros de banda até hoje. Ele é auto-didata, e suas influências envolvem baixistas do mundo punk/pós-punk, como Paul Simonon e Peter Hook, além de influências de Soul e Reggae mais adiante na carreira da banda. Quando entrou na banda, Bono relembra que Clayton usava jargões técnicos para fazê-los pensar que sabia o que estava fazendo, mas segundo o mesmo, ele evoluiu ao longo dos anos, tanto que permanece na banda até hoje, e até ganhou o apelido de “jazzman” da banda pelo próprio Bono, indo de encontro ás primeiras impressões ainda na virada dos anos 80.

Seu baixo é muito simples, mas alto e elegante, e sua participação nesta grande banda lhe garante nossa homenagem aqui no Entre Acordes. Feliz aniversário Adam Clayton!!!

Autor: allanfranzner

Guitarrista, amante e entusiasta da música, principalmente do rock n' roll!

Deixe um comentário