Uma colaboração em alto estilo americano: 50 anos do Deja Vú de Crosby, Stills, Nash and Young

Em 1969, com a saída de David Crosby e Graham Nash, respectivamente, do The Byrds e o The Hollies, e o fim do Buffalo Springfield, foi lançado o homônimo Crosby, Stills and Nash, pelo grupo de mesmo nome. Ainda neste ano, Neil Young se junta a eles para algumas performances, incluindo um show em Woodstock, e o grupo começa a preparar um disco juntos. O resultado não foi nada menos que o encantador Deja Vú.

O grupo era marcado por uma maravilhosa variedade musical, talento de composição, letras, atritos, brigas, conflitos, e muitas harmonias vocais. As músicas são mais uma coletânea de canções de cada membro Após a participação do grupo em Woodstock e a afirmação do mesmo dentro da contra-cultura americana, eles tiveram uma incrível marca de 2 milhões de cópias vendidas em pré-venda.

Falando na variedade, temos o country Teach Your Children, com Jerry Garcia, do Greatful Dead, fazendo um esplêndido trabalho de slide guitar, o rock psicodélico com a alma florida da época de Almost Cut My Hair, a linda balada à moda Neil Young Helpless (já gravada com a Crazy Horse em 1969), o rock n’ roll avassalador de Woodstock (cover de Joni Mitchell), todos contribuindo para uma experiência que soa fresca a cada faixa. O lado B não é tão forte, mas ainda assim tem o destaque Country Girl.Simplesmente uma coleção colorida e saborosa de grandes canções, que te proporcionam deliciosas audições recheadas de harmonias celestiais, feitas por Crosby, Stills, Nash e Young, nesse Deja Vú, que agora completa 50 anos.

 

Anúncios

Autor: allanfranzner

Guitarrista, amante e entusiasta da música, principalmente do rock n' roll!

Deixe um comentário