“Stairway To Heaven” – A Alquimia perfeita do Led Zeppelin, a música que te leva ao Paraíso

Existem músicas que são verdadeiras obras primas. Pérolas incríveis em momentos de pura genialidade, que a própria história se encarrega de eternizar estas canções para sempre. Hoje no “Entre Acordes”, trazemos para o quadro “As 100 Melhores Canções de Todos os Tempos” esta que sem sombra de dúvidas poderia ser selecionada para um top 10 ou até mesmo 5 das músicas mais antológicas da história do Rock: “Stairway To Heaven” do Led Zeppelin.

Um verdadeiro épico com um pouco mais de 8 minutos de duração, “Stairway To Heaven” é uma verdadeira viagem sonora de proporções incríveis. É aquele tipo de música em que todos os elementos que a formam se tornaram um lendário clássico por completo.

Não consigo descrever em mal traçadas linhas o que senti quando ouvi “Stairway To Heaven” pela primeira vez na minha mocidade, mas com certeza a sensação foi de estar vivenciando uma experiência sônica que fez o meu cérebro rodopiar dentro da calota craniana. Ao apertar o play da coletânea “The Best of Led Zeppelin” (cuja capa sensacional mostrava a banda vestido de astronautas) fui simplesmente arrebatado em tomar contato com todas aquelas músicas sensacionais, porém, “Stairway To Heaven” foi algo muito marcante.

Senti logo primeiramente um frio na espinha ao ouvir o lindo e inconfundível dedilhado do violão de Jimmy Page, até que aquele arrepio se perdurou por toda a música. A batera forte de John Bonham, o baixo preciso de John Paul Jones, as frases melódicas hipnotizantes de Jimmy Page, o lindo arranjo de cordas do mellotron passeando por toda a canção dando um incrível clima sombrio/soturno, e claro, a voz e a interpretação profundamente fenomenal de Robert Plant já haviam me deixado em êxtase, mas óbvio que não posso deixar de comentar a cereja do bolo, o antológico solo de guitarra de Page, uma verdadeira obra de arte épica dentro de um épico, não é a toa que seja considerado até hoje por muitos como o melhor solo de guitarra da história do Rock. “Stairway to Heaven” possui em toda sua plenitude, elementos de Rock Progressivo, Folk Rock e Hard Rock, sendo que primeira parte toda acústica (até os 2:15), foi inspirada em elementos da música Renascentista.

As idéias iniciais para “Stairway to Heaven” surgiram quando Jimmy Page e Robert Plant resolveram passar um tempo juntos em Bron-Yr-Aur, no interior do País de Gales, afastados dos grandes centros e recarregando suas energias. Segundo Page, toda a parte instrumental da canção foi trabalhada com afinco durante semanas, em um longo processo, a partir de uma ideia que surgiu em uma das noites em Bron-Yr-Aur e que foi registrada por Jimmy no gravador portátil que ele sempre levava consigo.

A letra de “Stairway to Heaven” sempre foi alvo de severas críticas entre grupos religiosos. Segundo fanáticos, a canção possui uma mensagem alinhada aos estudos e admiração de Jimmy Page pela obra do famoso ocultista Aleister Crowley. A teoria era a de que, ao rodar o vinil ao contrário, uma mensagem satânica era revelada.

Em interpretação pessoal, acho que é uma letra esclarecedora que fala sobre a ilusão de se seguir uma crença, de pensar que a verdadeira vida está apenas após a morte, esquecendo-se da provável única vida que temos, e de que exista outro caminho para o dito Paraíso.

Todos os adjetivos possíveis para “Stairway To Heaven” são extremamente merecedores. Uma obra prima incrível, uma obra de arte impactante, um memorável épico, uma alquimia perfeita, enfim, o fato é que essa música permanecerá durante toda a história como uma das mais incríveis de todos os tempos, pois como disse o próprio Jimmy Page “Stairway to Heaven” cristaliza a essência do Led Zeppelin e traz todos os elementos que tornaram a banda única”.

https://open.spotify.com/track/12wlYeErSUNGg1B5d64077?si=XYYIhorpRrurgWHfBPNo7w

Anúncios

Autor: Felipe Silva

28 anos, paulista, corinthiano, e o mais importante, consumidor compulsivo de música! Rock, Soul, Funk, Blues, Jazz, MPB, que a música boa seja exaltada independente de gênero. God bless you all.

Deixe um comentário