American Woman: 50 anos de uma pérola setentista

Em 1969, a banda canadense de rock Guess Who foi rumo aos Estados Unidos para fazer um show no Texas, mas ao chegar na fronteira, enquanto abasteciam, um policial da alfândega os chamou falando que, devido a seus vistos, tinham que ir para um posto para se alistar para ser mandados para a Guerra do Vietnã. Assustados, sairam correndo e dirigiram mais algumas milhas para dentro do Canadá, mas agora estavam sem nenhum trabalho por fazer. Então ligaram para uma produtora e descobriram que havia um show cancelado de última hora, então foram o substituir.

A banda arrumou seu equipamento, começou a tocar em meio de um longo set, o guitarrista Randy Bachman quebrou uma corda, e o show foi parado para trocá-la. Enquanto afinava a corda substituta e tocava alguns acordes, encontrou um riff especial, um que não poderia esquecer de maneira alguma, pensou. Então puxou o riff com a banda, e pediu para Burton Cunnings (vocalista) cantar o que viesse em sua mente. Burton então, lembrando do susto na fronteira com os USA, canta a letra que se tornou American Woman, música que veio a virar faixa-título de seu disco de 1970 que hoje completa 50 anos. O disco marca a chegada de um som mais rock n’ roll na banda de Winnipeg, que atingiu a 9 posição nas paradas com o álbum, e lá permaneceu.

American Woman abre o disco e já percebemos o porquê a música virou o maior clássico do grupo, aliás eu ia me esquecendo de que ela foi re-popularizada em 1998 com o icônico cover feito por Lenny Kravitz.

Outros destaques incluem a linda e épica balada Tailsman, com uma doce passagem final no piano, When Friends Fall Out, que é carregada por uma melodia pegajosa, com direito a lindas harmonias vocais, e Humpty’s Blues, uma visceral demonstração do poder do Guess Who. Um outro grande destaque no disco é a performance vocal de Burton, que se iguala aos grandes vocalistas do rock na época, e cuja subestimação por si própria já faz valer a pena ouvir este disco que se perdeu no tempo, mas que é uma verdadeira pérola do começo dos anos 70.

Autor: allanfranzner

Guitarrista, amante e entusiasta da música, principalmente do rock n' roll!

Deixe um comentário