35 anos de ”Centerfield”: O talento supera tudo!

Imagina você ser um dos vocalistas e compositores mais famosos do Rock, ter uma anda renomada e importante, escrever hinos do gênero e depois ser processado por AUTO-PLÁGIO e ficar quase uma década sem poder gravar devido a problemas judiciais. Imaginou? Então, foi exatamente o que aconteceu com John Fogerty, ex-líder do Creedence Clearwater Revival.

Um enredo desses parece loucura, mas aconteceu. Infelizmente, devemos dizer, já que John estava no auge da carreira e com certeza poderia ter nos entregado muito mais coisa. Com toda essa dificuldade, Fogerty já tinha lançado dois discos solo em 1973 e 1975, e é exatamente nesse ano que começa todo o litígio com a gravadora e ex integrantes de sua antiga banda.

Uma década depois, John estava de volta para lançar o seu terceiro disco solo. E QUE DISCO!!! A espera valeu a pena e CENTERFIELD chegou às lojas e também ao topo das paradas com clássicos como ”The Old Man Donw The Road”, a própria faixa título, ”Rock and Roll Girls” e a lindíssima ”I Saw It On TV”. A espera foi recompensada com um disco maravilhoso, que, é verdade, não é muito diferente do som do Creedence, no entanto, John sempre foi a mente criativa, a cabeça pensante e o vocalista/guitarrista da banda, logo, não seria nenhum absurdo dizer que a banda era John Fogerty com coadjuvantes.

JF2

Em Centerfield, Fogerty tocou todos os instrumentos e compõs tudo sozinho. Bom, agora você deve pensar: ”Ele voltou, a carreira vai decolar novamente.” Ledo Engano. Ele foi acusado e processado mais uma vez por plágio de uma música que era dele. A alegação era de que ‘The Old Man Down The Road’ tinha refrão e riff de guitarra similar ao de ‘Run Through The Jungle’. E começou mais uma longa batalha judicial, na qual John teve que apresentar provas de que as músicas não as mesmas (e mesmo se fosse, a música era dele próprio).

JF3
LOS ANGELES – Circa 1985: John Fogerty poses for a portrait in 1985 in Los Angeles, California. (Photo by Aaron Rapoport/Corbis/Getty Images)

Depois de todo esse imbróglio, John ficou mais uma década sem poder lançar discos. Inacreditável como a carreira de um dos mais talentosos músicos de todos os tempos fora arruinada por tolices. Contudo, Centerfield está aí para ser apreciado a hora que quisermos, sem nenhuma moderação, pois mostra tudo o que John Fogerty tem de melhor.

A text by @lukaspiloto7twister

Anúncios

Autor: Luc Rhoads

Um grande apaixonado por música e aventuras. Carioca, estudante de Educação Física, professor de inglês e vascaíno doente.

Deixe um comentário