Barba, atitude, e muito blues: 70 anos de Billy Gibbons

Completam-se hoje 70 anos do guitarrista de uma das maiores bandas do blues-rock americano: o icônico ZZ Top. Com seu som de raízes, o ZZ Top e seu visual característico com longas barbas, óculos escuros, jaquetas de couro, e instrumentos exuberantes que você certamente gostaria de ter um dia começou em 1969, atravessou os anos 70 com alguns hits, mas achou o seu maior sucesso mergulhando nos anos 80 e adicionando sintetizadores ao som “bluezeiro” da banda, em especial com o disco “Terminator”, de 1983.

Texano, Billy foi criado em Houston e, ao ver Elvis Presley no Ed Sullivan Show, se apaixonou pelo Rock and Roll, e em seguida começou a conhecer bluesmans pelas rádios locais, que rapidamente se tornaram seus ídolos. Após ter várias bandas durante a adolescência, Billy gravou um disco em 1968 com a banda “The Moving Sidewalks” (puxada para a psicodelia da época), e tem a honra de receber elogios de Jimi Hendrix, que disse que Gibbons era um de seus guitarristas novos preferidos.

Em 1969, com a saída dos outros membros uma nova banda é formada: o ZZ Top. Com seus companheiros de banda Dusty Hill (baixo) e Frank Beard (bateria), o ZZ Top lançou nos anos 70 clássicos como “Tres Hombres” e “Rio Grande Mud”, e após uma pausa de 3 anos, retornaram com uma nova sonoridade como falamos anteriormente e colocaram grandes hits como “Sharp Dressed Man” e “Gimme All Your Lovin'”, mas entraram em declínio com a chegada dos anos 90.

Billy tem dois discos solos lançados, inspirou grandes músicos, o mais notável sendo a lenda Dimebag Darrell, do Pantera, e é colecionador de guitarras vintage (a mais notável sendo Pearly Gates, sua icônica Les Paul 59′), e é um grande guitarrista que tem o Blues-Rock na veia, e completa hoje 70 anos. Feliz aniversário para Billy Gibbons!!!

Autor: allanfranzner

Guitarrista, amante e entusiasta da música, principalmente do rock n' roll!

Deixe um comentário