30 anos de “The Healer”: John Lee Hooker sendo curado por seu velho amigo Blues

Há 30 anos atrás, um dos maiores e mais lendários Bluesman lançava um grande disco que revitalizaria a sua carreira de forma impressionante: “The Healer” (1989).

Em pleno ano de 1989, John Lee Hooker já era uma verdadeira lenda viva da música, e uma grande força do Blues que havia vivido seus tempos de auge entre o fim dos anos 40 até os anos 60, mas que infelizmente entrou em declínio nos anos 70 e 80. Felizmente, contando com a ajuda de grandes amigos na gravação e produção, “The Healer” surgiu como uma cura para os maus ares que John Lee vinha passando, onde o principal remédio para a solução desse problema foi simplesmente o bom e velho Blues de sempre, só que desta vez revitalizado mas sem perder sua mágica essência.

O disco já abre as portas com a maravilhosa faixa título que conta com saborosas notas da guitarra única e cheia de feeling de Carlos Santana, passeando com maestria pela música sendo acompanhado pela poderosa voz de John Lee Hooker e uma espécie de flauta oriental no fundo dando um clima muito interessante a faixa. “I’m In The Mood” é um baita Bluesão tradicional guiado pelo poderoso vozeirão de Hooker, que também conta com o auxílio luxuoso da cantora e guitarrista Bonnie Raitt, que além do dueto também faz um grande solo de guitarra slide na faixa. “Baby Lee” por sua vez é um Blues cadenciado que conta com a estupenda guitarra do sempre ótimo Robert Cray, e “Cuttin’ Out” é um delicioso Rhythm And Blues que inclue a fantástica banda Canned Heat, repetindo a parceria que havia sido feita no espetacular disco “Hooker ‘N’ Heat” (1970).

“Sally Mae” nos faz retornar a crueza e ao clima maravilhoso do velho Blues do Delta com sua tradicional batida de guitarra e pés, e um solo magistral de slide do grande George Thorogood. “That’s Alright” é mais um magnífico Bluesão com uma gaita elengantérrima e cheia de feeling da também lenda Charlie Musselwhite, além de guitarras intensas de John Lee, e “No Substitute” encerra o álbum num lindo clima Folk/Blues voz e violão, transmitindo uma poderosa sensibilidade que só o vozeirão blueseiro de John Lee consegue oferecer.

“The Healer” é sem dúvidas um dos discos mais importantes da carreira de um dos maiores ícones do Blues de todos os tempos. O disco foi um grande sucesso, e garantiu a John Lee até um Grammy, o que ajudou muito na hora das pessoas passarem a redescobrir o talento e a importância vital de um mestre como John Lee Hooker para a música americana de raiz. É verdade que o sucesso por trás do álbum também se deve ao fato de contar com participações luxuosas de gente grande do meio artístico como Carlos Santana e Bonnie Raitt, mas com certeza a alma de John Lee é o que mais se sobressaia nesta obra. “The Healer” é um belíssimo disco e um grande registro merecedor de ser ouvido e apreciado por qualquer fã desse maravilhoso e clássico gênero musical que é o Blues. Viva John Lee Hooker, o único e verdadeiro Boogie Man.

Autor: Felipe Silva

28 anos, paulista, corinthiano, e o mais importante, consumidor compulsivo de música! Rock, Soul, Funk, Blues, Jazz, MPB, que a música boa seja exaltada independente de gênero. God bless you all.

Deixe um comentário