Whitesnake + Steve Vai = Slip of The Tongue!!! 30 anos do clássico do hard rock

Em 1989, o Whitesnake vinha da turnê de seu último e mais famoso disco “Whitesnake”, de 1987, e quando tudo estava encaminhado para a gravação do próximo disco, o líder e vocalista David Coverdale brigou com o guitarrusta Vivian Campbell e ele saiu da banda. Para piorar, Adrian Vanderberg, o outro guitarrista, quebrou seu pulso. Sem nenhum guitarrista para gravar o disco, foi recrutado o lendário virtuoso da guitarra Steve Vai para cumprir o papel.

E o resultado não poderia ter sido melhor! Um disco único, que revitalizou a sonoridade da banda com o estilo solto e rápido de Vai, com muitos harmônicos e licks ultra-velozes de guitarra. O disco ainda é muito oitentista e tem as raízes no blues assim como os discos que a banda sempre fez.

Já de cara temos a enérgica faixa-título de abertura, seguida pelos Hard Rocks Kitten’s Got Claws e Cheap an’ Nasty, que por sua vez precedem as lindas baladas oitentistas Now You’re Gone e The Deeper The Love. Na sequência temos duas músicas que me lembram muito do Led Zeppelin, Judgement Day e Sailing Ships, os grandes destaques do disco na minha opinião. Wings of The Storm, Slow Poke Music e a reedição de Fool For Your Loving, lançada originalmente no disco (e que disco!) Ready an’ Willing, de 1980, trazem a energia de volta e fecham o disco com tudo.

O lançamento de Slip of The Tongue foi seguido por uma grande turnê mundial, e depois dela Coverdale deu um tempo com o Whitesnake, e começou a trabalhar no seu trabalho com Jimmy Page, lançado em 1993. O disco é um clássico desta tão incrível banda de hard rock, que se distância um pouco do resto da obra da banda devido a participação de Steve Vai, e é simplismente um grande disco!

Anúncios

Autor: allanfranzner

Guitarrista, amante e entusiasta da música, principalmente do rock n' roll!

Deixe um comentário