Um grande disco entre duas obras-primas: 40 anos de Bomber, do Motörhead

Finalmente este dia chegou, tratar de uma banda que tanto gosto aqui é um prazer: o Motörhead! Exalando o espírito Rock n’ Roll, a banda liderada pela lenda Lemmy Kilmister, o avassalador baixista e cantor que tristemente perdemos em 2015, vem com um som rápido, sujo e “punk” explodindo em seus ouvidos, com uma energia sem tamanho. Em 1979, a banda vinha de ter lançado, em 1978, uma porrada de primeiríssimo nível, o seu segundo disco: Overkill. Lemmy havia conseguido finalmente o retorno esperado após sua saída do Hawkwind, banda de Space-Rock que ele era membro até meados dos anos 70, e seis meses após “Overkill” o Motörhead começou a trabalhar em “Bomber”. A formação desta época era a formação clássica do Motörhead e contava, além de Lemmy, com “Fast” Eddie Clark na guitarra e Phil “Philthy Animal” Taylor na bateria.

“Bomber” é um clássico, com sua capa icônica e sonoridade imponente, mas sendo lançado entre “Overkill” e “Ace of Spades”, seu brilho é certamente ofuscado. Faixas como “Stone Dead Forever”, “Sweet Revenge”, “Dead Man Tell No Tales” e o hino “Bomber” provam que o disco é sensacional, que demonstra o Motörhead a todo vapor. No entanto, é necessário frisar que o disco é cadenciado em relação ao som clássico da banda, e não temos músicas tão rápidas. A faixa-título, “Bomber”, foi inspirada pelo romance de mesmo nome de Len Deighton, e fala sobre um bombardeio na Segunda Guerra Mundial, um tema que Lemmy tem grande interesse.

A turnê do disco foi em conjunto com o “Saxon”, e começou a trazer mais retorno financeiro ao Motörhead, mas que era gasto com o estilo de vida desregrado de seus membros, problema que persistiu até os últimos anos da existência da banda. O motörhead acabou com o falecimento de Lemmy, em 2015, e foi indicado ao Rock and Roll Hall of Fame de 2020, duas semanas atrás, e agora comemora 40 anos do lançamento deste grande disco entre duas obras-primas.

Autor: allanfranzner

Guitarrista, amante e entusiasta da música, principalmente do rock n' roll!

Deixe um comentário