O auge artístico e comercial do Earth, Wind & Fire

No dia 9 de junho de 1979, uma das maiores entidades da história da música negra lançava um de seus mais geniais e aclamados discos: “I Am”.

É extremamente difícil afirmar com precisão o melhor disco do Earth, Wind & Fire, considerando que a banda liderada pelo genial cantor, compositor, arranjador, músico e produtor Maurice White (principalmente nos anos 70) conseguiu a proeza de embalar uma sequência de discos altamente excepcionais. Mas é fato afirmar que com “I Am”, a banda atingiu o ápice em termos criativos e comerciais!

Simplesmente fantástico do início ao fim, o disco é um verdadeiro paraíso para os apreciadores de uma música muito bem feita, arranjada e tocada com maestria por um timaço de músicos de primeira grandeza da Black Music americana! A qualidade artística da música apresentada aqui é uma brilhante fusão de Soul, Funk, Rock, Jazz e música africana e latina, afinal, uma das marcas registradas do Earth, Wind & Fire é a criação de interlúdios musicais, pequenos trechos que ou introduzem uma canção ou a ligam à outra que vem a seguir, resultando em jams excepcionais no meio das músicas. Faltava apenas a cereja do bolo, ou seja, ganhar o público mainstream, entrando no primeiro escalão da popularidade mundial, e foi isso que “I Am” proporcionou a banda.

Clássicos maravilhosos como a lindíssima “After The Love Has Gone” (a balada mais linda da banda na opinião deste que vos escreve) a cativante balanço Disco Music de “Boogie Wonderland” (um dos maiores hits da carreira do grupo) se unem muito bem com outras pérolas como a galopante “Can’t Let Go”, a irresistível sacudida de “Let Your Feelings Show”, e o poderoso instrumental Funky Rock do tema “Rock That”, com performance arrebatadora dos músicos!

O disco é tão importante para a carreira da banda que o baixista Verdine White define “I Am” como “o nosso Abbey Road“, o disco mais bem-sucedido em termos comerciais da carreira dos Beatles, enquanto Maurice White o considera não só um dos melhores da banda como um dos mais influentes. “Alguns artistas fizeram suas carreiras baseados em faixas deste álbum”, afirmou Maurice em uma entrevista. Simplesmente um clássico absoluto do Funk! 

01. In The Stone
02. Can’t Let Go
03. After The Love Has Gone
04. Let Your Feelings Show
05. Boogie Wonderland
06. Star
07. Wait
08. Rock That!
09. You And I



Anúncios

Autor: Felipe Silva

28 anos, paulista, corinthiano, e o mais importante, consumidor compulsivo de música! Rock, Soul, Funk, Blues, Jazz, MPB, que a música boa seja exaltada independente de gênero. God bless you all.

Deixe um comentário