A ascensão de Stevie Wonder, com ”Talking Book”.

Stevie Wonder, uma das grandes vozes da história da música, possui uma discografia bastante interessante. E hoje vou falar um pouco sobre o disco que marcou o início uma transição dentro da sua carreira.

Vindo do bom “Music Of My Mind”, Stevie lança seu 15º disco em 1972.

“Talking Book”, em sua maior parte flerta com o Soul, Funk e Jazz. É um disco enxuto, com 10 faixas em pouco mais de 43 minutos. Ele foca um pouco mais na temática do amor. Destaque para linda capa.

Destaques:

“You Are The Sunshine”: A faixa de abertura do disco. Uma letra com uma grande declaração de amor para sua esposa, que conta uma melodia que se encaixa perfeitamente com a letra. Destaque para a voz de Stevie Wonder que está em alto nível e traz toda uma verdade para a faixa.

“You And I”: Mais uma faixa com a temática do amor. A parte instrumental conta com piano e voz aliada a uma sensibilidade magnífica, uma pitada de melancolia deixa a música com uma estrutura fantástica.

“You’ve Got It Bad Girl”: Instrumental flertando demais com o psicodélico, sintetizadores, e uma batida sútil e dançante.

“Superstition”: Talvez o grande sucesso da carreira de Stevie, clarinetes, saxofones e trompetes, compõem uma pegada bem funk que resultam num grande clássico de sua carreira. Curiosidade: Stevie Wonder compôs a música em poucos minutos.

Bom, “Talking Book” é um dos grandes discos do fantástico ano de 1972, e também é o momento que Stevie Wonder realmente acerta numa obra como um todo. Uma boa indicação pra começar a entender esse grande músico.

Anúncios

Autor: Neto Rocha

22 anos, atleta de futebol e grande entusiasta de uma das coisas mais poderosas inventadas pelo homem, a música.

Deixe um comentário